Dissídio CTEEP: audiência sem consenso

16 dezembro 17:26 2009

Sindicato pediu que a CTEEP efetuasse o reajuste salarial, mas mais uma vez a empresa mantém a intransigência



O processo de dissídio da CTEEP teve sua segunda audiência nesta quarta-feira (16), mas a empresa manteve sua postura intransigente e não aceitou a proposta de conciliação, que previa que Sindicato e empresa estudassem uma forma de conciliação em relação à cláusula de gerenciamento de pessoal.



A justificativa da transmissora a mesma, porém, desta vez a empresa alega que consultou o Sindicato de São Paulo e as demais entidades e todas rejeitaram a proposta aprovada nas assembleias do Sinergia CUT.
O Sindicato pediu, na audiência, que a empresa libere o reajuste salarial, tendo em vista de que não há impasse neste ponto. Dessa forma, resolveria o problema dos trabalhadores da ativa e da 4819 em relação ao reajuste salarial. Novamente a empresa recusou a proposta do Sindicato.



O desembargador Luiz Antônio Lazarim propôs também que as partes continuem com a negociação direta visando um consenso quanto à possibilidade de revisão da Clausula Gerenciamento de Pessoal, nos termos do art. 873 da CLT. O prazo para encerrar a instrução processual termina no dia 11 de janeiro e em seguida os autos serão encaminhados ao Ministério Público do Trabalho, para emissão do parecer.

  Categorias: