Potencial: trabalhadores rejeitam a proposta final

09 abril 13:59 2010

Ciente do resultado da assembleia e da aprovação do plano de lutas, empresa informa que deverá reabrir as negociações do ACT


Em assembleia realizada na manhã desta sexta (09), os trabalhadores da Potencial rejeitaram a proposta final da empresa, que foi apresentada ao Sinergia CUT em rodada ocorrida no dia 06 (terça). Um plano de lutas com mobilizações gradativas (meio período, um dia e greve por tempo indeterminado), foi aprovado na mesma assembleia.


Abaixo, a proposta da empresa que foi rejeitada pela categoria por não atender às principais reivindicações da Pauta:



  • Reposição salarial e aumento real: (ICV-Dieese) 5,72% + 0,26% (aumento real) = 6%
  • Verba Mínima De Movimentação: destinará o percentual mínimo de 1,5% da folha nominal de salários durante o ano de 2010 para aplicação no Plano de Cargos e Salários de acordo com os critérios já estabelecidos anteriormente em ACT
  • Conta Salário: a empresa concederá o beneficio
  • Cesta Básica: mantém a atual política de concessão de cesta básica, retirando  a proposta em que beneficio está atrelado ao absenteísmo do trabalhador
  • Plano Odontológico: se compromete em manter a cláusula de negociar durante a vigência do ACT;
  • Participação Nos Lucros e Resultados: reajusta o valor global em 6% (de R$ 38.500 p/ R$ 40.800) e inclui itens na cláusula 6ª do ACT vigente referentes ao período de apuração, abrangência, entre outros pontos.


  Categorias: