Conferência da Classe Trabalhadora

12 maio 17:07 2010

Dirigentes da CUT-SP, dos ramos e sindicatos definem participação na assembleia de 1º de junho



Nesta terça-feira (11), na sede da CUT, dirigentes da CUT-SP e dos sindicatos e ramos cutistas estiveram reunidos para discutir e definir o processo de organização e mobilização para à Conferência da Classe Trabalhadora – Assembleia Nacional, que será realizada pelas centrais sindicais no dia 1º junho, no estádio do Pacaembu, em São Paulo.


 
A expectativa é reunir mais de 40 mil pessoas que vão aprovar a plataforma da classe visando o crescimento do país e aprofundando as mudanças em curso. Foi unânime entre os dirigentes à vontade e a importância da organização geral para garantir que a Central leve o maior número de militantes à Conferência da Classe Trabalhadora – Assembleia Nacional.



“É muito importante a mobilização no estado para participação no dia 1° de junho, já que definirá as bandeiras e reivindicações dos trabalhadores para os próximos anos”, exclama o secretário geral da CUT SP, Sebastião Cardozo.



O dirigente também lembrou que é preciso avançar no projeto nacional, mas que não se pode esquecer do projeto estadual, da luta por uma São Paulo democrática e popular, voltada para a classe trabalhadora.
Estiveram presentes também a reunião o vice-presidente estadual do PT, Rafael Marques, e o secretário sindical, Angelo D”Agostini Júnior.


(William Pedreira)   

  Categorias: