CS 2010: negociação com o Simpi avança rumo à Convenção Coletiva

26 maio 19:26 2010

A segunda rodada de negociação da CS 2010 entre a direção do Sinergia CUT e representante do Simpi (Sindicato da Micro e Pequena Indústria do Estado de SP) aconteceu na última sexta-feira (21), com avanço na discussão em cima da pauta dos trabalhadores. A reunião aconteceu na sede do Sindicato, em Campinas.


Ao final, ficou acertado um aumento de 37% no auxílio alimentação, que passaria de R$ 11 para R$ 15, com opção de escolha entre VA (alimentação) ou VR (refeição). O Simpi também se dispôs a implantar um programa de Bolsa de Estudos, em parceria com o Sinergia CUT e através de convênio com o Sesi, Senai e escolas técnicas em várias cidades.
Outros compromissos do sindicato patronal para a Convenção Coletiva de Trabalho incluem a implantação da AMH (Assistência Médico-Hospitalar) e a análise da cláusula de Organização Sindical.


Vale lembrar que o Simpi já garantiu várias cláusulas econômicas durante a primeira rodada, realizada no dia 13 de maio passado: reajuste de salários e benefícios pelo ICV (Índice de Custo de Vida) do Dieese – que é de 5,7% para a data-base maio, aumento real em índice que ainda deve ser apresentado e proposta para implantação da PLR (Participação nos Lucros e ou Resultados).


O Simpi também topa incluir a Política e Diretrizes de Saúde e Segurança da pauta dos trabalhadores na Convenção Coletiva. Em relação à Organização Sindical, já está negociada a eleição de Representante Sindical nas empresas com mais de 30 trabalhadores, além de reuniões com os trabalhadores nas maiores empresas.


Nova rodada acontece no próximo dia 10 de junho, às 9h.

  Categorias: