Elektro apresenta tímida proposta de reajuste

10 junho 11:33 2010

Sinergia CUT rejeita proposta de 5% de reajuste na mesa de negociação. Próxima reunião, anteriormente marcada para esta quinta (10), foi adiada pela empresa para a próxima quarta (16)


O Sinergia CUT rejeitou a proposta de 5% de reajuste sobre salários e benefícios apresentada pela Elektro nesta terça (08). O argumento usado pela empresa foi o fato de ter investido 2,67% da folha de pagamento em movimentação salarial por mérito e promoção, conforme cláusula específica do ACT vigente.


A contraproposta apresentada pelo Sinergia CUT e demais entidades sindicais reivindica que os salários sejam reajustados pelo índice ICV Dieese (projeção para junho de 5,62%) mais 60% desse índice, totalizando 9,17%. Para o Vale Alimentação e Vale Refeição, a projeção do índice de alimentação pelo IVC Dieese seria de 7% mais 60% desse índice, totalizando reajuste de 11,5%.


Na avaliação do Sindicato o argumento utilizado pela empresa não convence, pois a Elektro encerrou o ano de online casinos 2009 com receita líquida acumulada de R$ 2,7 bilhões, 6% acima do registrado no mesmo período do ano anterior. Este acréscimo deve-se aos efeitos dos reajustes tarifários de 2008 e 2009, que elevaram, em média, as tarifas aos consumidores em 10,91% e 4,98%, respectivamente. O lucro líquido da empresa em 2009 foi de R$ 485,6 milhões enquanto em 2008 a empresa registrou R$ 391,8 milhões.


“Além de reajustes melhores, a pauta de reivindicação dos trabalhadores apresentada pelo Sinergia CUT contempla o aumento real e avanços nas cláusulas sociais. Rejeitamos a proposta porque ela não atende as reivindicações dos trabalhadores que se mobilizaram e organizaram a pauta a partir de um quadro bastante positivo, como revelam os números  da própria Elektro”, defende a direção do Sinergia CUT.


No entanto, a empresa rejeitou a contraproposta alegando que a cesta com indicadores econômicos ainda não foi divulgada. Os negociadores solicitaram aos sindicatos nova proposta para a próxima rodada, marcada primeiramente para quinta (10) e que depois foi adiada pela empresa para o dia 16.


O Sinergia CUT realizará nesta semana assembléias informativas para esclarecer detalhes da negociação. Participe!

  Categorias: