CPFL: Avançou! Agora, trabalhadores decidem

07 julho 14:11 2010

Mobilização da categoria garante manutenção da cláusula de Política de Emprego e reajuste acima do ICV Dieese. Participe das assembleias!


Uma luta árdua e solitária na mesa, mas que valeu a pena. Após seis rodadas de negociação, o Sinergia CUT, através da organização e mobilização dos trabalhadores, conseguiu fazer com que a CPFL alterasse a sua proposta inicial de conceder reajuste abaixo do índice do Dieese e de extinguir a Política de Emprego do ACT.


Resultado: a proposta final negociada com a empresa, que será avaliada e deliberada pelos trabalhadores, prevê reajuste salarial de 6,5% (ICV Dieese, mais 0,83% de aumento real), reajuste no VA/VR de 8% (2,25% de aumento real) e Política de Emprego que melhora a empregabilidade de todos os trabalhadores da holding.


É importante destacar que, mais uma vez, o Sinergia CUT esteve sozinho nesta luta, pois as demais entidades apenas se preocuparam com o reajuste econômico. Ignoraram e, em certo momento, até abriram mão da Cláusula de Política de Emprego, o que promoveu um racha na bancada dos trabalhadores.


Mas o Sinergia CUT manteve-se firme e reafirmou a sua posição de que, além da concessão de aumento real nos salários e benefícios, lutaria até o fim pela discussão do emprego e de outras cláusulas importantes aos trabalhadores. E foi o que aconteceu.


A rotatividade de pessoal não poderá ser superior a 2,5% do quadro mínimo. Vale ressaltar que, pela proposta negociada, os trabalhadores aposentáveis até dezembro de 2011 também serão incluidos e protegidos pela cláusula de Política de Emprego. Sendo assim, a proposta apresentada reduz significativamente o número de trabalhadores que a empresa poderá movimentar, melhorando a empregabilidade de todos os trabalhadores da CPFL.


Com persistência e capacidade de negociação do Sindicato, aliadas à união dos trabalhadores que demonstraram garra e força nas mobilizações, além da garantia de uma Política de Emprego e aumento real nos salários e benefícios, a proposta final contempla outras reivindicações, como melhorias no incentivo à aposentadoria e compromisso da empresa em viabilizar estudo para implante dentário e alterar a forma de custeio dos trabalhadores.


Assembleias
Por tudo isso, até o próximo dia 15, o Sinergia CUT realizará assembleias deliberativas em todos os locais de trabalho, encaminhando a proposta para a aprovação dos trabalhadores. Participe!

  Categorias: