Qualidade de Vida e Políticas Públicas

06 agosto 10:26 2010

Os participantes do IV Encontro de Aposentados, Aposentadas e Pensionistas do Sinergia CUT acompanham nesta sexta (30), neste momento, a palestra com a psicóloga psicossomatista e mestre em Gerentologia, Marilda Silveira Lopes, sobre a Qualidade de Vida no Curso da Vida. No período da tarde, o sociólogo e técnico do Dieese Fausto Augusto Jr. abordará como tema Políticas Públicas.


Ontem, como esperado, no primeiro dia de programação do  4º Encontro de Aposentados do Sinergia CUT, a reestruturação do PES foi o assunto que mais gerou debate entre os delegados. Após explicação sobre a estrutura da Fundação e funcionamento dos planos, o gerente de Relacionamento da Fundação CESP, Acácio Moreira Júnior, esclareceu as dúvidas e ouviu dos delegados críticas às mudanças em curso.


Segundo Acácio, o PES possui um déficit de R$ 17 milhões, e a verba do Fundo Garantido acabará no mês que vem, justificando assim a urgência de ajustes no PES.


Vale destacar que a primeira proposta de reestruturação apresentada aos usuários do PES, que acabava com os subsídios cruzados, criando novos planos, foi suspensa no dia 19 passado por solicitação do Sinergia CUT, Associação dos Aposentados da Fundação CESP e outras entidades sindicais. Na ocasião, ficou definido que um grupo de trabalho, formado por dois representantes de cada entidade, irá elaborar propostas alternativas para a sobrevivência do PES. A curto prazo, os planos sofrerão reajuste linear de 39,2%.


Uma das alternativas cogitadas na plenária foi a de estimular novas adesões. No entanto, a mudança no perfil das empresas, com a alta rotatividade dos trabalhadores inviabiliza esta alternativa: ‘o perfil dos trabalhadores mudou muito. Antigamente as pessoas faziam carreira nas empresas. Havia um pensamento no futuro, com a perspectiva de aposentadoria por aquela empresa. Hoje não temos mais esta realidade’, destacou Acácio.


Aposentado há 20 anos Antônio Carlos Pinho Arruda chamou a atenção dos delegados para a responsabilidade de todos sobre o PES: ‘Quando a gente estava na ativa, venderam o PES uma ilha da fantasia para a gente. Agora a gente está sentindo os efeitos e os planos precisam passar por revisão. Precisamos ser solidários. Do jeito que está não dá para ficar”, lançou o desafio.

  Categorias: