Ataque tucano à liberdade de expressão

22 outubro 14:21 2010

Tentativa de recolher Jornal da CUT é manobra para desviar atenção da fábrica de calúnias e boatos mantida pelo PSDB


 
A tentativa do PSDB, através da Justiça Eleitoral, de recolher a edição de setembro do “Jornal da CUT” e da última edição da “Revista do Brasil” (publicação de responsabilidade da Editora Atitude) é mais uma demonstração de que os tucanos têm sérias dificuldades de conviver com a democracia – sendo o candidato José Serra o mais avesso a essa conquista do povo brasileiro, haja vista o modo como lida com trabalhadores que com ele tentam negociar – cassetetes e balas de borracha.


Na verdade, a ação tucana junto ao TSE procurou, em vão, desviar a atenção do escandaloso flagrante policial em gráfica ligada à campanha de Serra, que trouxe a público a autoria dos panfletos mentirosos e caluniadores voltados contra a candidatura Dilma. A Gráfica Pana é de propriedade de uma irmã de Sérgio Kobayashi, um dos coordenadores da campanha de Serra


Além disso, o recurso dos tucanos junto ao TSE prova, mais uma vez, que quando eles mentem quando dizem prezar a liberdade de opinião. Esta, para eles, só vale quando lhes é favorável e contrária a outras candidaturas, tal como é praticada por certas revistas, jornais e emissoras.


A incursão serrista ao TSE também teve lances de amadorismo – como pedir para recolher um jornal rodado há mais de um mês e, portanto, completamente distribuído ou, ainda, nos dizeres do próprio relator do caso, sem apontar onde, no material impresso, haveria campanha a favor de uma ou outra candidatura.


Que fique de uma vez por todas comprovada a hipocrisia dos tucanos e de Serra.

  Categorias: