Três hidrelétricas que devem ir a leilão dia 17 recebem licença prévia do IBAMA

14 dezembro 09:41 2010

Três usinas cotadas para entrar no leilão de hidrelétricas do próximo dia 17 receberam ontem a licença prévia do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), informou o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim.


As usinas que obtiveram a licença foram Teles Pires (1.819 MW), no rio Teles Pires (Mato Grosso e Pará), Estreito (56 MW) e Cachoeira (63 MW), ambas no rio Parnaíba (Piauí e Maranhão). A construção de Teles Pires tem sido questionada pelo Ministério Público Federal no Pará, que entrou com ação civil contra o licenciamento ambiental isolado da usina, que será parte de um complexo de seis hidrelétricas no mesmo rio.


Além das autorizações para as usinas, o presidente do Ibama, Abelardo Bayma, também assinou as licenças prévias para as linhas de transmissão associadas às hidrelétricas. As usinas iniciarão a entrega de energia cinco anos após a assinatura do contrato de concessão.


A EPE tinha a expectativa que outras duas hidrelétricas também fossem licitadas nesta semana, mas, por falta de licença prévia, as usinas de Ribeiro Gonçalves (113 MW), no rio Parnaíba (Piauí e Maranhão), e Sinop (400 MW), no rio Teles Pires (Mato Grosso e Pará), não participarão do leilão.


No início de novembro, mesmo sem o aval da área ambiental, a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou o edital de licitação de cinco hidrelétricas. O leilão A-5 comercializará energia nova a partir de janeiro de 2015. (Rafael Bitencourt, com agências noticiosas)

  Categorias: