FELIZ NATAL! MAIS E MELHOR NO ANO NOVO

17 dezembro 17:05 2010

O Sinergia CUT entrará em recesso na próxima segunda-feira (20) e retornará às atividades normais no dia 03 de janeiro. Dirigentes manterão esquema de plantão


Leia a mensagem da direção do Sinergia CUT:


Balanço e planejamento. Duas palavras que se transformam em atitudes rotineiras quando o cansaço de todo fim de ano se mistura com a esperança de energia renovada para todo o ano que começa. É sempre assim, quando pessoal, profissional ou coletivamente encaramos uma boa época de fazer um balanço do que passou e planejar o futuro que chega.


Começamos 2010 com mais garra no enfrentamento das instransigências e das arbitrariedades das empresas, sempre dispostas a desafiar direitos e conquistas da categoria. Ainda que, infelizmente, algumas empresas insistam em presentear trabalhadores com demissões injustas e ilegais, contribuindo para o aumento do desemprego.


Desafios são enfrentados diariamente, até porque a gente sempre quer mais que ontem e sempre quer mais que hoje. Não foi à toa que esse foi o nosso mote da Campanha Salarial 2010, quando engrossamos as estatísticas do Dieese que apontam que 97% das categorias conquistaram reajuste da inflação ou aumento real nas negociações.


A maioria das negociações do Sinergia CUT incluiu aumento real de salários, não só pelo cenário nacional de crescimento econômico mas também pelos cada vez mais altos lucros registrados pelas empresas de energia. O balanço é altamente positivo, com avanços nas negociações diretas e em várias vitórias judiciais quando as empresas insistem na intransigência.


Com atuação institucional também prioritária, o Sinergia CUT continua propondo mudanças no modelo do setor e na metodologia de cálculo das tarifas. Tudo contra a precarização das condições de trabalho e os aumentos astronômicos das tarifas, mas também pela garantia da qualidade da energia que chega à população.


Sindicato cidadão, o Sinergia CUT não hesitou em apoiar e ajudar a eleger Dilma Roussef, a primeira mulher presidente do Brasil, para o país continuar avançando no projeto democrático e popular que garante geração de emprego, distribuição de renda e desenvolvimento sustentável.


A partir de janeiro, mais do que nunca, queremos continuar fazendo mais e melhor pelos trabalhadores energéticos e por uma vida melhor para o povo brasileiro. Sem nunca esquecer do que diz o poeta Drummond: “Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo. Eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.” Feliz 2011!


Votos de boas festas


“Que no ano novo que chega, todas as energias se renovem para que a gente continue nossas lutas e batalhas para fortalecer o projeto Sinergia CUT, fazendo  pelos trabalhadores a cada dia sempre mais e melhor.  A todos os trabalhadores e famílias, um ótimo Natal e um 2011 muito melhor que 2010.” Jesus Francisco Garcia – Presidente do Sinergia CUT


“O ano de 2010 foi de crescimento e fortalecimento para todos os energéticos e 2011 não será diferente. Quanto mais unirmos as nossas forças, com garra e vontade de lutar, mais conquistas teremos e mais desafios serão vencidos. Nossa luta não pára. Em 2011 estamos todos juntos novamente. Obrigado a todos os trabalhadores que fazem parte desta luta. Um ano bom e muitas conquistas.” Djalma de Oliveira – presidente da Ftiuesp


“Em 2011 nossa esperança se renova. Continuaremos com um governo firme e forte. Isso só aumentará as nossas conquistas e fortalecerá a luta dos trabalhadores. Continuamos batalhando em 2011. Paz e tranquilidade a toda a família Sinergia CUT.” Artur Henrique – presidente da CUT Nacional


Recesso de final de ano


O Sinergia CUT informa a todos que entrará em recesso no dia 20 de dezembro (segunda-feira) e retornará às atividades normais em 03 de janeiro (segunda-feira). Nesse período haverá plantões da direção na sede em Campinas. Os celulares dos diretores permanecerão ligados para eventuais emergências.

  Categorias: