Centrais sindicais abrem diálogo com o governo de São Paulo

17 janeiro 16:01 2011

O encontro da manhã desta terça-feira (13) entre as centrais sindicais e o governador Geraldo Alckmin sinalizou uma possível aproximação e diálogo do governo de São Paulo com o movimento sindical.


Daniel Reis, Secretário de Imprensa da CUT e representante da entidade no encontro, explicou que, apesar de não ter uma pauta de negociação específica, esse encontrou permitiu à CUT sinalizar pontos que há tempos fazem parte das reivindicações aqui no estado, como a valorização do serviço público e do salário do funcionalismo público, com a abertura de negociações com os servidores; e a necessidade de melhores condições aos trabalhadores da agricultura familiar, com o escoamento da produção e a valorização desses trabalhadores.


“Esperamos que esse encontro, apesar de informal, traduza uma mudança de postura do governo com o movimento sindical no dia a dia. Esse diálogo já vem acontecendo com o governo federal e há tempos tentamos o mesmo relacionamento com o governo de SP, mas não tínhamos conseguido”, analisa Juvândia Moreira, presidente do Sindicato dos Bancários de SP. Osasco e região.


A CUT ainda defende a necessidade da negociação do aumento do salário mínimo nacional, com a garantia da política de valorização, além da atualização da tabela do imposto de renda e o reajuste de 80% nos benefícios das pensões e aposentadorias que recebem acima do salário mínimo.


Participaram também do encontro o secretário da Casa Civil, Sidney Beraldo, e da pasta de Emprego e Relações do Trabalho, Davi Zaia, e as centrais sindicais Força Sindical, CTB, UGT, NCST, CGTB e CONLUTAS. (Tatiana Melim)


 

  Categorias: