Coordenação dos Movimentos Sociais realiza 9ª plenária nacional sexta-feira em São Paulo

23 fevereiro 15:56 2011 Leonardo Severo

Evento acontece a partir das 9h30 na sede central da Apeoesp
 
A Coordenação dos Movimentos Sociais realizará sua 9ª plenária nacional nesta sexta-feira (25) a partir das 9h30 na sede central da Apeoesp, na capital paulista.
Segundo Rosane Bertotti, secretária nacional de Comunicação da CUT e representante da Central na CMS, a plenária cumpre o papel de potencializar as lutas populares, ao somar pluralidade e diversidade de visões de mundo que convergem para um objetivo único.

“A existência da CMS é extremamente frutífera, representando um amadurecimento coletivo das entidades sindicais, de trabalhadores rurais e urbanos, estudantis, comunitárias, femininas e da negritude que, sem abrir mão de seus projetos e concepções, se unem para pavimentar um caminho comum de defesa dos interesses do povo brasileiro”, declarou Rosane.

Esta unidade na diversidade, enfatizou, é a maior riqueza da CMS, que tem cumprido um papel chave, seja no enfrentamento ao retrocesso neoliberal, como ocorreu recentemente durante o processo eleitoral, seja na defesa de um projeto nacional de desenvolvimento com valorização do trabalho, distribuição de renda e ampliação de direitos.

Para Rosane, o agravamento da crise econômica e financeira que tem como centro os países desenvolvidos vai exigir ações mais efetivas do Estado brasileiro, que deve ampliar os investimentos nas áreas sociais e fortalecer políticas públicas. “Nossa agenda é a que saiu vitoriosa das urnas: mais salário, mais empregos e mais direitos. Discordamos frontalmente do corte de recursos, da suspensão de concursos públicos, da elevação dos juros e do freio à expansão salarial, anunciados recentemente pela equipe econômica. Nosso compromisso é com a melhoria das condições de vida e trabalho dos brasileiros e brasileiras e isso se faz com um Estado indutor, que exerça protagonismo no combate às injustiças”, sublinhou.

A dirigente cutista lembrou que além da pauta nacional, o tema da solidariedade internacional também terá importante papel nos debates da plenária. Rosane frisou que no último Fórum Social Mundial, realizado em Dacar, capital do Senegal, de 6 a 11 de fevereiro, a assembleia dos movimentos sociais convocou já para o próximo 20 de março um dia mundial de luta contra a multiplicação das bases militares dos Estados Unidos, de solidariedade com o povo árabe e africano, e também de apoio à resistência palestina e saharauí.

Além da CUT, integram a Coordenação dos Movimentos Sociais as seguintes entidades: MST, CMP, UNE, UBES, ABI, CNBB/OS, Grito dos Excluídos, Marcha Mundial das Mulheres, UBM, Conem, Unegro, MTD, MTST, Contee, CNTE, Conam, UNMP, Ação Cidadania, Cebrapaz, Abraço, CGTB, Intervozes, CNQ, FUP, Sintap, ANPG, CTB, CMB e MNLN.

  Categorias: