Sindicato entrega pauta de reivindicações na CPFL Jaguariúna

Sindicato entrega pauta de reivindicações na CPFL Jaguariúna
25 março 16:15 2011 Cecília Gomes

Dirigentes do Sinergia CUT aproveitam para tratar de assuntos pendentes do atual ACT

O Sinergia CUT entregou nesta quinta (24), na sede da CPFL Energia, a pauta de reivindicações dos trabalhadores das empresas data-base 1º de abril CPFL Leste Paulista, CPFL Jaguarí, CPFL Mococa e CPFL Sul Paulista.

As empresas devem avaliar as propostas da categoria nos próximos dias para iniciar as negociações coletivas. Entre as principais reivindicações estão o aumento real sobre salários e a equiparação dos benefícios com as demais empresas do Grupo CPFL Energia. “Não é possível que uma das maiores empresas de energia do Brasil, trate seus trabalhadores dividindo-os e remunerando como trabalhadores de segunda classe. Somos do mesmo Grupo, realizamos as mesmas tarefas, cumprimos os mesmos deveres e por isso queremos os mesmo direitos praticados dentro do grupo” destaca Esteliano Gomes Neto, dirigente do Sinergia CUT responsável pelas negociações na CPFL Jaguariúna.

Pendências

Depois de mais de cinco meses de espera, enfim a CPFL Jaguariúna recebeu o Sindicato para tratar dos assuntos pendentes do Acordo Coletivo, mas os representantes do Grupo não trouxeram nenhuma novidade às reivindicações importantes como a volta dos restaurantes credenciados para refeições durante a jornada para os trabalhadores ausentes de seus locais de lotação, ou executando horas extras. O Sindicato ainda aguarda uma resposta da CPFL Jaguariúna quanto à divulgação do Plano de Cargos e Salários e também sobre as condições de trabalho dos técnicos programadores, que desempenham todas as tarefas e responsabilidades de Técnico Líder, porém não estão registrados e nem ganham por essa função.

O Sinergia CUT espera que a CPFL Jaguariúna apresente respostas sobre essas questões na próxima reunião, agendada para o dia 1º de abril.

O Sindicato também discutiu com os representantes das empresas o Sistema Vida Link, para descontos na compra de medicamentos, e que deveria ter sido implantado desde 16 de março deste ano. Segundo os representantes da CPFL Jaguariúna a implantação deve atrasar de um a três meses. Diante dessa situação, o Sindicato reivindicou a continuidade do antigo sistema de reembolso farmácia, que se encerraria no dia 30 deste mês. A proposta foi aceita pela CPFL Jaguariúna.

Outro ponto de pauta foi a forma utilizada para calcular o pagamento das férias, pois desde janeiro deste ano, quando entrou em vigor a Cláusula do Acordo Coletivo referente à Gratificação de Férias, os trabalhadores que saíram de férias perceberam que o valor recebido veio abaixo do esperado. O Sinergia CUT verificou que algumas verbas de origem salarial não estavam sendo calculadas e apontou a falha aos representantes do Grupo. A CPFL Jaguariúna comprometeu-se a apurar essas ocorrências e comunicar ao Sindicato o resultado.

  Categorias: