CUT e centrais debatem pauta dos trabalhadores com o presidente da Câmara

27 abril 18:56 2011 CUT Nacional

O presidente da CUT Artur Henrique e os presidentes das demais centrais sindicais se reuniram hoje (27), para um café da manhã na residência oficial do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS). O objetivo do encontro foi discutir a elaboração de uma agenda de temas de interesse dos trabalhadores que precisam ser debatidos no Congresso Nacional.

Maia disse que a pauta dos trabalhadores precisa avançar dentro da Câmara e que vai contribuir para que projetos de interesse dos trabalhadores sejam votados. “A idéia é montar uma agenda estratégica para debater temas como Fator Previdenciário e redução de jornada, entre outros”, afirmou o deputado.

Artur argumentou que é preciso aproveitar esse primeiro semestre para retomar a pauta dos trabalhadores e acertar detalhes de cada idem da agenda – além do Fator Previdenciário e redução de jornada sem redução de salário, o presidente da CUT lembrou de itens como  terceirização, o fim do imposto sindical e convenção 158 da OIT. “Vamos definir consensos, orientar Estados a fazer atos e, paralelamente, sentar para discutir pontos polêmicos. Depois, vamos colocar a pauta dos trabalhadores no Congresso Nacional”.

Todos concordaram que é preciso saber o que cada central quer em relação a cada um dos itens da pauta dos trabalhadores. Por isso, ficou marcada a primeira reunião que vai discutir o fim do Fator Previdenciário. Devem participar da reunião, que será realizada na sede da UGT, em São Paulo, às 10h00, do próximo dia 10, os presidentes e representantes de todas as centrais sindicais.

A CUT tem também temas dos quais não abre mão e vai se mobilizar para colocar em votação, lembrou Artur, que citou o fim do imposto sindical e a criação de uma taxa negocial, aprovada de forma democrática pelos trabalhadores, sindicalizados ou não, após o fim de cada negociação vitoriosa.  

Durante a reunião ficou decidido, ainda, que os quatro deputados federais ligados as centrais, Assis Melo (PC do B-RS), Vicentinho (PT-SP), Roberto Santiago (PV-SP) e Paulo Pereira da Silva (PDT-SP) e presidente da Força Sindical, farão, ainda hoje, um requerimento solicitando ao presidente da Câmara a criação de uma comissão especial para discutir terceirização.  Uma das propostas que será analisada pelos atores sociais que serão convocados para debater o tema na Câmara é a do deputado Vicentinho, formulada junto com a CUT, que prevê direitos iguais para os trabalhadores, negociação no local de trabalho etc. 

(Marize Muniz)

  Categorias: