CPFL troca quadro executivo e três membros do conselho

28 abril 12:20 2011 Valor Econômico

A CPFL Energia está promovendo uma grande reestruturação em seu quadro executivo e também passando por importantes mudanças na composição de seu conselho de administração.

Três vice-presidentes serão substituídos e três novos conselheiros vão assumir assentos na companhia. A Previ, o fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, está indicando alguns de seus principais executivos para o conselho da CPFL, exatamente no momento em que negocia com Camargo Corrêa e Iberdrola o futuro dos seus investimentos no setor de energia.

O diretor de investimento da Previ, Rene Sanda, e o vice-presidente financeiro do Banco do Brasil, Ivan Monteiro, vão assumir as duas vagas a que o fundo têm direito. Deixam o conselho o gerente de participações da Previ, Ricardo Giambroni – que assume como representante do fundo no conselho da Invepar – e o diretor do Banco do Brasil, Robson Rocha, que vai para o conselho da Vale. Os fundos de pensão reunidos na Bonaire Participações também vão trocar seu conselheiro e assume Carlos Alberto Moreira, da Sistel.

A Camargo Corrêa, que tem direito a três cadeiras no conselho, vai continuar sendo representada por Francisco Caprino, Claudio Borin Guedes Palaia e Murilo Cesar Passos, que é o atual presidente do conselho. As grandes mudanças promovidas no quadro executivo da companhia provocaram fortes boatos de que o presidente da CPFL, Wilson Ferreira Jr., deixaria o cargo executivo para assumir a presidência do conselho. Mas o executivo continua no cargo.

Os novos conselheiros devem ser eleitos hoje em assembleia geral de acionistas que acontece pela manhã. Já os novos vice-presidentes ainda não são conhecidos. Nesse processo, um dos cargos de vice-presidente, o de comercialização, será eliminado. Esse é o cargo exercido por Paulo Cezar Tavares, que está deixando a companhia.

Os outros dois vice-presidentes que vão deixar seus cargos são Helio Viana Pereira, VP de distribuição, e Miguel Saad, até então VP de geração. Saad, como já anunciado pela CPFL, será o presidente da CPFL Renováveis, empresa recém-criada a partir da união dos ativos de geração de energia alternativas do grupo com a Ersa, empresa do Pátria Investimentos. O atual VP de distribuição deve permanecer na companhia.

Dessa forma, o quadro executivo passa por uma reformulação completa depois de dez anos, permanecendo apenas em seu cargo original o presidente. Recentemente o cargo de vice-presidente financeiro passou a ser ocupado por Lourival Nogueira Luz, que assumiu a posição que era de José Fillipo, mas que deixou a companhia no ano passado para assumir a vice-presidência financeira do grupo Pão de Açúcar.

  Categorias: