Peri da CESP e cindidas: juíza suspende decisão que permitia ações individuais

Peri da CESP e cindidas: juíza suspende decisão que permitia ações individuais
07 junho 18:42 2011 Lílian Parise

Diante da insistência do Sindicato em buscar solução negociada e coletiva, uma audiência de conciliação com as empresas está marcada para o dia 15 de julho próximo

Na tarde desta terça-feira (07), o Sinergia CUT ficou sabendo de uma nova decisão judicial dentro da ação movida contra a CESP e as empresas cindidas para pagamento da diferença do adicional de periculosidade.

A juíza da 8ª Vara do trabalho de Campinas, Érica Escarassatte, suspendeu seu despacho anterior – que autorizava que os trabalhadores entrassem com ações individuais e determinava que o Sindicato juntasse as procurações em até noventa dias “após o trânsito em julgado”.

O despacho anterior foi suspenso diante de diversos recursos interpostos pelo Sindicato para negociar um acordo coletivo que dê fim ao processo judicial e viabilize o pagamento das diferenças do adicional de periculosidade.

Além da nova decisão, a juíza marcou uma audiência de conciliação entre o Sinergia CUT e todas as empresas envolvidas na ação para o dia 15 de julho próximo. A Área Jurídica do Sindicato informou ainda que, pelo despacho, “todas as ações de execução individual que porventura tenham sido protocoladas deverão ficar arquivadas e sobrestadas até a audiência”.  

Muita calma nessa hora

A notícia é muito boa e confirma a orientação do Sindicato de que os trabalhadores não podem se deixar enganar. “Sempre alertamos que os trabalhadores não entregassem seu direito à periculosidade para qualquer um. Vários companheiros ouviram promessas de solução individual rápida mediante a cobrança de 30% dos valores devidos a título de honorários advocatícios”, afirma a direção do Sinergia CUT.

Não é verdade. Tanto que o Sindicato continua atuando como representante legal de todos os trabalhadores para garantir o pagamento. “Mais do que nunca os trabalhadores devem manter a sintonia com o Sindicato fazendo o recadastramento em nosso Portal e mantendo a confiança na entidade sindical que o representa”, reafirmam os dirigentes.

  Categorias: