Elektro: 4,87% não dá!

Elektro: 4,87% não dá!
08 junho 13:18 2011 Débora Piloni

Distribuidora propõe reajuste que não repõe a inflação do período e sequer toca em aumento real. Proposta rejeitada

Repetindo a estratégia da CPFL Energia, a Elektro ofereceu na 5ª rodada de negociação, ocorrida na manhã desta quarta (08) um reajuste de salários e benefícios de 4,87%. Mais: também argumentou que esse percentual reflete a previsão orçamentária aprovada pela direção da distribuidora para o reajuste de 2011.
 
A Empresa ressaltou que deseja discutir com as entidades sindicais a redação da atual cláusula 28 e 29 e a retirada dos coordenadores e supervisores da abrangência dessas cláusulas.
 
O Sinergia CUT rejeitou a proposta e reiterou a reivindicação dos trabalhadores de recomposição salarial pelo Dieese (7,21%) e aumento real pelo PIB do ano anterior (7,5%), além de melhorias nas condições de trabalho, ampliando as cláusulas sociais do acordo Coletivo atual, que tem vigência até 2013.
 
 PLR Especial da venda e PLR 2011
 
A distribuidora afirmou não ter concluído o processo de avaliação das propostas feitas pelo Sinergia CUT na reunião ocorrida na terça (07) e que apresentará uma nova proposta na próxima rodada de negociação marcada para segunda-feira (13). Fique ligado!

  Categorias: