O jeito CPFL de ser…

O jeito CPFL de ser…
09 junho 13:40 2011 Débora Piloni

… na 4ª rodada, empresa mantém proposta anterior, com reajuste de 4,63%, e acrescenta 1,87% de reajuste para pagamento em janeiro. Novamente rejeitada. Plano de luta neles!

A CPFL Energia convocou a quarta rodada de negociação simplesmente para tomar o tempo das entidades sindicais e aumentar a revolta dos trabalhadores nesta Campanha Salarial. Subestimando a capacidade da categoria de se indignar, apresentou uma proposta com um acréscimo insatisfatório.

De diferente da proposta anterior acrescentou aos 4,63% de reajuste um percentual insatisfatório de 1,87% de reajuste para pagamento em janeiro (não cumulativo totalizando, portanto, 6,5%). Os demais itens foram mantidos.

O Sinergia rejeitou a proposta e repudiou a atitude da empresa, que já na quarta rodada de negociação apresenta um reajuste que não traz ganho real, não avança em cláusulas sociais e ainda retira benefícios, tais como gratificação de férias e política de emprego.

Assembleias

Diante da posição da empresa o Sindicato realizará assembleias com os trabalhadores na próxima semana para traçar um plano de luta progressivo com o objetivo de pressionar a direção da holding a mudar de postura supondo que qualquer reajuste serve para os trabalhadores.

Somente a mobilização poderá alterar esse cenário!
Bom refletir…
… outras empresas que estão em processo de negociação no estado, mesmo com data base diferente, já ofereceram aproximadamente 2% de aumento real em suas propostas.

… o índice reivindicado pelos trabalhadores é o ICV-Diesse (7,21%), e o aumento real e ó PIB de 2010 (7,5%).

  Categorias: