MAZZA: proposta melhorou!

07 julho 13:22 2011 Débora Piloni

Atendendo à reivindicação do Sinergia CUT, a direção da Mazza reabriu as negociações salariais e apresentou uma nova proposta com avanços na segunda rodada, ocorrida no último dia 01. O reajuste salarial, por exemplo, saiu da casa dos 7% e foi para 8%.

Vale lembrar que, na primeira reunião em junho passado, a empresa apresentou uma proposta como sendo a final, mas que não contemplava nenhuma das principais reivindicações dos trabalhadores. Com isso, a direção do Sindicato decidiu realizar assembleias informativas nos locais de trabalho e solicitar a reabertura das negociações. O que aconteceu.

A nova proposta teve avanço significativo e será avaliada pela direção do Sinergia CUT no início da próxima semana para depois ser deliberada pelos trabalhadores. Fique ligado!

Abaixo, os principais itens da proposta final:

  • Reajuste: 8% (7,33% de ICV-Dieese + 0,62% Aumento Real)
  • VA/VR: de R$ 75 p/ R$ 100 (33,4%)
  • Plano de Saúde: a empresa se compromete a buscar convênios para Assistencia Odontológica (FIESP) junto às cidades de Jaú, Botucatu, Marilia e Bauru
  • Pisos salariais: 8%
  • Vigência: até 2013
  • Seguro de Vida: R$ 19.000
  • Aposentadoria: a empresa concede um salário nominal como beneficio de aposentadoria e reconhece estabilidade por 24 meses
  • Reembolso de Medicamentos: A Empresa viabilizará convenio com Farmácias no sentido de obter descontos aos trabalhadores da Mazza
  • Auxilio Educação: A Empresa fará um levantamento (estudo), e buscará auxilio junto a Fiesp/Ciesp no sentido de viabilizar a implementação de cursos voltados para a Educação
  • Função Acessória – R$. 5,00 (cinco reais)
  • Licença: concede período de 120 dias para licença maternidade e adoção
  • Auxilio creche: implementará o auxílio creche somente para as mães funcionárias da Empresa (Mazza)
  • PLR: a implementação da PLR será discutida com o sindicato em até 120 dias após assinatura do ACT
  • Gratificação de ferias – conforme a CLT
  • ATS: A empresa pagara 1% tomando-se como referência a data em que completa 2 anos de admissão do trabalhador
  • Representantes sindicais: desde que solicitado pelo Sindicato e a Empresa tenha condições operacionais de conceder a referida liberação, e com solicitação prévia de 5 dias úteis
  • Incluir as seguintes cláusulas:

– Mesa de negociação permanente:

– Horário de Trabalho: “Considerando-se que os empregados exercem atividade externa incompatível com a fixação de descanso será anotado em papeleta de serviço externo, anexado aos cartões de pontos, nos termos da Portaria 3.626/91 do MTE:

– Abrangência: “o ACT abrangerá os trabalhadores das cidades de Bauru, Botucatu, Jaú e Marilia”

– Desconto em folha de pagamento:
“Fica permitido à EMPRESA, o desconto em folha de pagamento, quando oferecida a contraprestação de: seguro de vida em grupo, transporte, vale-transporte, planos médicos-odontológicos com participação dos trabalhadores nos custos na alimentação, convênio com supermercados, medicamentos, convênios com assistência médica, clube/agremiações, quando expressamente autorizado pelo empregado e nos limites estabelecidos para cada benefício”.

  Categorias: