AES Eletropaulo: Sinergia CUT vai a Brasília na luta contra a precarização

12 julho 11:07 2011 Débora Piloni

No último dia 06, no mesmo dia em que a CUT realizava o Dia Nacional de Mobilização, o presidente do Sinergia CUT Jesus Francisco Garcia participava de uma audiência pública no Congresso Nacional, em Brasília, junto às comissões de Minas e Energia e de Defesa do Consumidor. Em pauta os problemas ocorridos na área de concessão da AES Eletropaulo e a queda de qualidade dos serviços prestados aos consumidores.

O debate ocorreu por iniciativa dos deputados Ricardo Izar (PV-SP) e Carlos Zarattini (PT-SP), que foram subsidiados pelo Sinergia CUT com documentos e histórico relativos às condições de trabalho, acidentes e dos serviços prestados após a privativação. O pedido de audiência foi feito depois do blecaute no último mês de junho, que atingiu várias partes da capital paulista. Foram convidados o presidente da distribuidora Britaldo Soares, o secretário de Energia de São Paulo José Anibal e representantes do Proteste e da Arsesp.

Muito discurso, pouca prática: durante a audiência, o secretário de Energia de SP argumentou que a qualidade do fornecimento de energia da AES Eletropaulo piorou, ao mesmo tempo em que o lucro da distribuidora avançou. Para o Sinergia CUT, essa afirmação é apenas a confirmação do que o Sindicato vem falando e avisando há anos. “Parece que o governo do PSDB tenta esquecer ou esconder que o que está acontecendo é resultado da privatização do setor elétrico, promovida pelo próprio governo tucano. Esse discurso do secretário é oportunista”, afirmou Jesus Garcia.

Segundo ele, com excessão dos deputados, nenhum dos presentes fez sequer alguma consideração ou propôs qualquer encaminhamento visando a melhoria dos serviços prestados, em benefício dos trabalhadores ou quanto à concessão da distribuidora. “Pelo contrário. O presidente da Eletropaulo chegou a culpar a natureza pelos apagões ocorridos”, disse. E o dirigente sindical continuou:  “Foi uma audiência que começou e terminou sem qualquer indicativo para solução dos problemas apontados. Decepcionante”, concluiu.

  Categorias: