Sinergia CUT e Gás Natural realizam primeira rodada de negociação

Sinergia CUT e Gás Natural realizam primeira rodada de negociação
05 setembro 14:51 2011 Cecília Gomes

Sindicato apresenta pauta de reivindicações e cobra investimentos e aumento do quadro próprio de trabahadores

Na primeira rodada de negociação entre Sinergia CUT e Gás Natural, realizada no último dia 31, o Sindicato apresentou a pauta de reivindicações dos trabalhadores, destacando alguns novos itens como “Auxilio Creche” para pessoa física, “Despesas com Saúde” (auxilio farmácia, auxilio ótico e ampliação da rede de credenciamento do Bradesco Saúde), “Gratificação de Férias” calculada conforme tempo de serviço prestado e fornecimento do “Tíquete Refeição” nas férias.

Além disso, devido a entrada da Petrobrás na área de concessão noroeste de distribuição do gás natural, os interlocutores do Sinergia CUT reivindicaram investimentos e aumento do quadro próprio pelos controladores da Empresa GNSPS.

Nova rodada foi marcada para 13 de setembro com o compromisso de ambas as partes em chegar a uma proposta final o mais breve possível, conforme solicitação dos trabalhadores.

 Confira os itens da pauta que Sindicato e empresa voltarão a discutir na próxima reunião:

 1)    Licença paternidade – aumento dos dias;

2)    Auxílio-Creche pessoa física – empresa informa que na CEG RJ também existe essa reivindicação;

3)    Reabilitação e Reintegração Profissional – considerando que a empresa fornece um auxílio medicamento em casos de doenças do trabalho e doenças graves, a proposta é discutir o aprimoramento da cláusula em questão;

4)    Política de Inclusão – empresa comprometeu-se a apresentar seu Balanço Social para melhor análise dessa política por parte do Sindicato. Existe a possibilidade de voltar a discutir a implementação de cotas para PPD em Sorocaba, já que o número de trabalhadores na Gás Natural não obriga a empresa a admitir esses trabalhadores;

5)    Assédio Sexual/Moral – após discussão, Sindicato fez uma contraproposta em organizar conjuntamente com a empresa, palestras/seminários anuais sobre o tema;

6)    Despesas com Saúde – é possível adequar aos benefícios praticados na CEG RJ;

7)    Prontidão – Sindicato argumenta a necessidade de, no limite, estabelecer um reajuste diferenciado no valor da Prontidão estabelecido no ACT 2010/2012.

8)    Gratificação de Férias

9)    Relações sindicais – Sindicato reivindicou a inclusão de um mínino de horas para formação/qualificação do dirigente sindical;

10) Reajuste de Salários, aumento real e demais benefícios expressos monetariamente – empresa acenou com possibilidade de aumento real e reajuste diferenciado nos benefícios.

  Categorias: