Educação Popular para avançar rumo a uma sociedade mais justa e igualitária

Educação Popular para avançar rumo a uma sociedade mais justa e igualitária
10 outubro 18:43 2011 CUT Nacional

Oficina no Festival das Juventudes destaca papel do conhecimento popular como orientador das mudanças sociais

A Educação Popular, um dos princípios de atuação da Central Única dos Trabalhadores, foi tema central de oficina realizada na manhã do último domingo (8), durante o II Festival das Juventudes de Fortaleza. Os dirigentes da Central, Paulo Bezerra, secretário de Juventude da CUT-PE e Esteliano Neto, do Sinergia-CUT e educador militante da Escola São Paulo, além do assessor da Secretaria de Formação, Adriano Soares apresentaram aos mais de 50 jovens presentes os princípios do projeto de formação da CUT, baseado nos ensinamentos do educador Paulo Freire.

A educação popular sempre teve um papel preponderante na história da CUT frente aos vários desafios existentes na agenda sindical, na disputa de hegemonia no campo do trabalho e no projeto de desenvolvimento do País.

Neste último período, com o Plano Nacional de Formação, a CUT aprimorou seu processo formativo sendo capaz de qualificar ainda mais direções sindicais e lideranças de base para uma intervenção qualificativa sobre todos os temas que se colocam como estratégicos na defesa do movimento sindical, na ampliação da distribuição de renda e na luta por uma sociedade mais justa e igualitária.

“Foram 430 pessoas participantes no curso de Formação de Formadores em ações desenvolvidas em todas as regiões do País entre o período entre julho de 2009 a julho de 2010 e 1.700 dirigentes de sindicato passando pelos cursos da CUT, sendo que 70% ou mais são jovens. Esses dados demonstram que a juventude conquistou seu espaço e hoje não somos considerados apenas o futuro, mas sim, a grande massa protagonista deste novo momento de mudanças em nosso País”, salienta Esteliano.

 Uma novidade na Política de Formação da CUT é o Projeto Escola Móvel, uma idealização da Escola de Formação Sindical da CUT-Nordeste Marise Paiva de Morais, ao lado da CUT Nacional e com apoio da entidade sindical espanhola Escon.

 Este projeto consiste num micro-ônibus equipado com as novas tecnologias que percorre todos os estados do Nordeste partindo dos territórios da Cidadania fazendo formação de dirigentes, integrando sindicatos, CUTs, comunidades e a população. “Isso nos possibilita levar a formação para os locais mais distantes da capital e dos grandes centros, com ações voltadas a formação através da educação popular”, relata Paulo Bezerra.

 CUT em forma e cores

Aconteceu também na manhã deste domingo a abertura oficial da Exposição Juventude Trabalhadora em Movimento que fica em destaque no stand da CUT até terça (11) e vem para apresentara história da CUT unificando as bandeiras de luta com os diversos movimentos juvenis presentes ao Festival.

Conforme palavras da secretária de Juventude da CUT, Rosana Sousa, muitos jovens não sabem e não conhecem a história da Central e como começou a se organizar a juventude cutista. “E esse exposição de materiais (cartazes, faixas, panfletos, bottons, entre outros) de vários estados vem para preencher esta lacuna mostrando para juventude um pouco da nossa organização”, situa Rosana.

(William Pedreira)

  Categorias: