Sinergia CUT lamenta a morte de mais um eletricista em acidente de trabalho. CTEEP continua em silêncio

Sinergia CUT lamenta a morte de mais um eletricista em acidente de trabalho. CTEEP continua em silêncio
13 outubro 18:07 2011 Lílian Parise

O companheiro Israel Cardoso de Souza, eletricista de manutenção da CTEEP em Taquaruçu, morreu no final da manhã desta quinta

Dezoito dias depois de sofrer um gravíssimo acidente de trabalho, o companheiro Israel Cardoso de Souza, eletricista de manutenção da CTEEP na UHE de Taquaruçu, morreu no final da manhã desta quinta-feira (13), em decorrência de várias complicações provocadas pela gravidade das queimaduras que sofreu em várias partes do corpo.

Souza estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Presidente Prudente, para onde foi transferido depois de passar pelo Hospital Municipal de Teodoro Sampaio. Ficou inconsciente e respirando com a ajuda de aparelhos desde o dia do acidente.

No dia 26 de setembro passado, o eletricista fazia uma inspeção visual dos disjuntores, no pátio da Subestação da CTEEP. Segundo apurou o Sinergia CUT, ele detectou um vazamento e foi atingido por um arco elétrico provocado por um curto circuito no equipamento. Souza sofreu queimaduras gravíssimas – de 3º e 4º graus – do abdômen até a cabeça. Socorrido por companheiros de trabalho, foi direto para a UTI do Hospital de Teodoro Sampaio, onde chegou já inconsciente.

Israel Souza tinha 35 anos de idade e há nove anos trabalhava na CTEEP. Deixa mulher e quatro filhos pequenos. O velório está acontecendo em Teodoro Sampaio, onde vivia com a família. Era irmão de Israil de Souza, Representante Sindical do Sinergia CUT.

Apuração rigorosa

Assim que soube do acidente, dirigentes do Sinergia CUT procuraram a direção da CTEEP para cobrar informações detalhadas e reivindicar a participação na Comissão que apurou e investigou as causas que provocaram a descarga elétrica. Até hoje, a empresa de transmissão sequer respondeu ao ofício da entidade.

“Portanto, vamos buscar alternativas para exigir apuração rigorosa e punição exemplar dos responsáveis por mais uma morte de companheiro em acidente de trabalho”, destaca o Sinergia CUT. “Além disso, acompanhamos o tratamento, mantivemos contato diário e demos total apoio aos familiares. Agora, mais do que nunca, estamos solidários com a dor e o luto da família e dos companheiros de trabalho. Continuamos dando apoio para qualquer decisão da família e na luta para esclarecer mais uma morte absurda”, completa o Sindicato.

  Categorias: