A melhor reforma sindical é a ratificação da Convenção 87 da OIT, diz o presidente da CUT

26 outubro 18:10 2011 CUT Nacional

Em Brasília, CUT tenta adiar votação da proposta de reforma sindical PEC 369/05. “Está defasada”, diz Artur

Um grupo de dirigentes cutistas reunidos em Brasília na tarde desta quarta, entre outras tarefas, tenta adiar a votação da PEC 369/2005 na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados.

A votação está prevista para a sessão de hoje.

Na avaliação do presidente da Central, Artur Henrique, a proposta ficou “defasada”. Leia mais sobre essa avaliação clicando aqui.

Para Artur, a melhor reforma sindical é a ratificação da Convenção 87 da OIT, que estabelece liberdade e autonomia sindicais. Ele, que participou das discussões que deram origem ao projeto de reforma sindical – a PEC 369/2005 foi elaborada no Fórum Nacional do Trabalho, com a participação de trabalhadores, empresários e governo, após aproximadamente dois anos de debates – lembra que aquela proposta foi consenso, tendo incorporado portanto concessões e avanços.

“Mas logo depois de a proposta chegar ao Congresso, teve início a crise política que envolveu o governo Lula e o projeto estancou”, lembra.

Maiores informações ao final da sessão na CCJ.

  Categorias: