Nova conta de luz incentiva superelétricas

16 novembro 09:54 2011 Folha de S. Paulo, 11/11/2011

As mudanças promovidas pela Aneel nas tarifas de energia vão forçar a criação das superelétricas, megadistribuidoras para controlar o fornecimento de eletricidade para regiões com grandes concentrações de consumidores. Nesse sentido, toda a mudança tarifária promovida pela agência reguladora se alinha ao plano do governo federal de incentivar a criação das megacompanhias de distribuição de energia.

Algo que também deverá ter o apoio do BNDES. Grupos com mais de 5 milhões de consumidores atendidos são os principais candidatos a iniciar um processo de fusões com companhias menores. Não está descartado que esses negócios ocorram entre eles mesmos. Empresas como a Cemig (10,8 milhões de consumidores), a Neoenergia (9,2 milhões), a AES Brasil (7,3 milhões) ou a CPFL Energia (5 milhões) devem assumir a dianteira desse movimento de reconcentração da distribuição no Brasil.


  Categorias: