CS 2012: na Quatiara, discussões começam pelas pendências

02 abril 10:20 2012 Débora Piloni

Na 1ª rodada de negociação realizada no dia 22 de março com o Grupo ENEL (controladora da empresa Quatiara S/A), o Sinergia CUT, juntamente com as demais entidades sindicais, decidiram discutir primeiramente as pendências e descumprimentos dos Acordos e somente depois entrar na discussão sobre o ACT 2012.
 
As pendências:

  • NR10: a empresa está colocando vigilantes para acompanhar os operadores nas usinas sem que tenham treinamento ou qualificação para atender qualquer demanda operacional. Caso a empresa mantenha essa posição, as entidades sindicais tomarão medidas judiciais cabíveis.
  • Escala de revezamento: o Sinergia CUT foi informado de que a empresa está realizando alterações nas diversas escalas existentes nas empresas para posterior discussão com o sindicato. Os sindicatos ratificaram sua posição de que não aceitarão nenhuma proposta com posição unilateral da ENEL.
  • Adicional para dirigir: usando o argumento de que dirigir veículos faz parte somente da função dos trabalhadores da manutenção e, em total desrespeito ao Acordo Coletivo, a empresa cortou o Adicional para Dirigir Veículos de alguns trabalhadores. Após um longo debate, a ENEL se comprometeu a dar uma posição na próxima rodada de negociação

Acordo Coletivo de Trabalho 2012
Quanto ao ACT, o presidente do Grupo Enel informou que não havia recebido o retorno da Matriz (na Italia) referente às reivindicações dos trabalhadores e que, portanto, não seria possível apresentar uma proposta naquela reunião. Próxima rodada foi agendada para o dia 13 de abril.


  Categorias: