CS 2012 ELEKTRO: Empresa limita-se a apresentar reajuste de 4%

CS 2012 ELEKTRO: Empresa limita-se a apresentar reajuste de 4%
16 maio 17:14 2012 Cecília Gomes

Sinergia CUT tem a disposição de negociar o ACT como um todo, mas empresa insiste em propor apenas reajuste sobre salários e benefícios

Na primeira rodada de negociação da Campanha Salarial 2012, a Elektro limitou-se a apresentar uma proposta econômica com reajuste de 4% sobre os salários e benefícios, sob alegação de que  a vigência do atual ACT vai até 2013. Os dirigentes do Sinergia CUT rejeitaram a proposta e informaram aos representantes da empresa que a prioridade do Sindicato é o cumprimento do ACT como um todo. “Queremos discutir, entre outros assuntos, o aumento do quadro de trabalhadores, aumento de piso salariais, aumento do número de representantes e dirigentes sindicais”, destaca a direção do Sinergia CUT.

Além disso, o Sindicato tem interesse em debater aspectos relacionados à produtividade, eventual reestruturação, informações sobre contratações, desligamentos e escalas de trabalho, questão de marmita e plano de previdência, sem prejuízo dos itens já informados na pauta encaminhada pelo Sindicato à empresa.

Referente à PLR, os representantes da empresa afirmaram não ter condições de alterar a atual proposta de 1,5% sobre o valor correspondente ao resultado de serviço. Diante das negativas, o Sindicato rejeitou a proposta. Nova rodada da Campanha Salarial foi marcada para o próximo dia 23 às 9h. Fique ligado!

  Categorias: