PLR sem IR: resposta será dada na segunda-feira (28)

24 maio 16:27 2012 Portal CUT Nacional

Em audiência com a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, e o ministro da Secretaria Geral, Gilberto Carvalho, na tarde desta quarta-feira (23), o secretário Nacional de Finanças da CUT, Vagner Freitas, obteve a garantia de que o governo federal vai construir até segunda-feira, junto com as centrais sindicais, uma proposta de consenso para isentar do imposto de renda a Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

A proposta deve estabelecer um teto para isenção total. Acima do teto, o projeto vai criar alíquotas progressivas.

Gilberto Carvalho disse que “o governo assume o compromisso de construir um acordo até segunda-feira, depois que a presidenta Dilma Rousseff analisar a proposta feita pelos técnicos do Ministério da Fazenda”.

Segundo Vagner, “o teto tem de atingir a média dos trabalhadores que representamos, ou seja, quem tem direito a PRL na faixa entre R$ 10 mil e R$ 12 mil”.

Para o dirigente, a isenção de I.R. na PRL soma-se às medidas anticíclicas anunciadas pelo governo esta semana. Ou seja, “é também uma que busca dinamizar a economia”, disse o dirigente.“Tem de botar dinheiro no bolso das pessoas e a presidenta tem consciência disso”, completou o ministro Gilberto Carvalho.

  Categorias: