Mobilização por empregos na CESP

Mobilização por empregos na CESP
26 fevereiro 11:20 2013 Cecília Gomes

Ato é em protesto ao Governo de SP, que se recusou a prorrogar o contrato de concessão gerando muitas indefinições sobre o setor

No início da manhã desta terça (26), os trabalhadores da Cesp realizaram mobilizações nos locais de trabalho das cidades de Jupiá, Ilha Solteira e Porto Primavera. Houve protesto contra a posição do governo de São Paulo e em favor do emprego, em função dos possíveis impactos que a lei 12.783/13 trará aos eletricitários da Cesp.

A tônica do ato foi a garantia de emprego, pois a não renovação da concessão da Cesp por parte do governo Tucano tem gerado grande instabilidade aos trabalhadores.

O que está em jogo é o futuro de mais de 500 trabalhadores das usinas Três Irmãos, Jupiá e Ilha Solteira.

Chegou ao Sindicato a informação de  que o presidente da Cesp, Mauro Arce, tem espalhado na base que não poderá  realizar investimentos na empresa nos próximos anos – um absurdo, na avaliação da direção do Sindicato. Isso porque, segundo estudo realizado a partir do Balanço da Empresa (2005-2011), a lucratividade da Cesp está no privilegiado patamar de 70%, sendo que de 15 a 20% já se considera como um bom desempenho. “Ou seja, mesmo com a redução de receita, conforme estabelece a nova metodologia na lei 12. 783/13, o ganho da Cesp ainda se mantém em torno de 30%. Ou seja: não há dinheiro para investimentos, apenas para os acionistas.

  Categorias: