Justiça determina reintegração de trabalhador da Elektro

Justiça determina reintegração de trabalhador da Elektro
01 março 09:37 2013 Débora Piloni

Demissão ocorreu em 2011. Sentença judicial saiu em dezembro passado, mas empresa enrola. Sinergia CUT cobra cumprimento da decisão

Em dezembro passado, a Justiça decidiu por mais uma vitória do Sindicato na defesa dos direitos dos trabalhadores. Dessa vez, a derrota foi para a conta da intransigência da Elektro, obrigada a reintegrar um trabalhador demitido pela empresa no ano de 2011.

O prazo estabelecido pela sentença com tutela antecipada para a reintegração de Leandro Aparecido Penteado, lotado em Leme, era até 26 de janeiro de 2013. Com isso, no último dia 23 de janeiro, dirigentes do Sinergia CUT estiveram presentes com o trabalhador na localidade de Pirassununga, com o objetivo de reintegrá-lo. Porém, a empresa se recusou a recebê-lo conforme obrigava a decisão judicial.

O Sindicato, então, enviou carta para a empresa e para a Justiça  comunicando o ocorrido e cobrando providências. Já no dia 28 de janeiro, a distribuidora afirmou a disponibilidade para a reintegração.

No dia 1o de fevereiro, após muita enrolação, o trabalhador e os dirigentes sindicais foram recebidos pela empresa. Leandro, então, foi encaminhado para a Sede em Campinas para a realização do exame médico de readmissão. No último dia 25, Leandro retornou ao seu posto de trabalho, conforme determinação judicial. Ele passará por treinamento para voltar a exercer a função de eletricista. O Sinergia CUT deseja sucesso ao companheiro!


  Categorias: