Rede Energia: Política de Emprego já!

Rede Energia: Política de Emprego já!
01 abril 13:00 2013 Débora Piloni e Cecília Gomes

Trabalhadores participam de mobilização e deliberam pela continuidade do plano de lutas caso não haja avanços nas negociações dos próximos dias 08 e 15

Se não avançar vai parar! Mais uma vez, esta é a decisão dos trabalhadores do Rede Energia que, por duas horas na manhã desta segunda (01), participaram de um protesto contra a inércia do Grupo em implementar a Política de Emprego. As próximas rodadas estão marcadas para os dias 08 e 15 próximos.

A mobilização aconteceu nas cidades de Bragança (EEB), Assis (EEDVP), Prudente (Caiuá) e Catanduva (CNEE), onde foi aprovada a continuidade do plano de luta caso não haja avanços nas negociações com a empresa: meio período de mobilização no próximo dia 09 e um dia de protesto no dia 16.

A pauta de reivindicações entregue ao grupo Rede Energia tem 72 itens, mas é o 6º tópico que se tornou para os trabalhadores do grupo questão de honra: “As empresas não promoverão dispensas sem justa causa que não decorrerem do descumprimento de obrigações contratuais ou que não se fundarem em motivo disciplinar, previamente comprovado para o Sindicato, reconhecendo os dispositivos de proteção à relação de emprego da Convenção 158 da OIT”. Estes são os dizeres da cláusula de Política de Emprego, principal bandeira da Campanha Salarial 2013 nas empresas do grupo.

Com a empresa sob intervenção e sem a cláusula de Política de Emprego, os trabalhadores vivem clima de tensão e instabilidade, prejudiciais à saúde, segurança e qualidade dos serviços prestados à população.

Para fazer valer o desejo de todos os trabalhadores do Rede Energia, o Sindicato chama a atenção para a necessidade de união, disposição de luta e de participação em todo o processo, inclusive – caso o Grupo não cumpra o compromisso firmado no ACT 2012 – na implementação de uma greve. Trabalho decente é com a gente!

  Categorias: