CS 2013: Proposta rejeitada na AES Tietê

26 junho 17:05 2013 Cecília Gomes

Próxima rodada está prevista para o dia 03 de julho

O Sinergia CUT rejeitou a proposta apresentada pela AES Tietê na última quarta (26) e colocou para cada ponto apresentado, a reivindicação dos trabalhadores que possibilitaria acordo. Na proposta econômica, a AES Tietê ofereceu para salários e benefícios apenas 5,11 % (IPC-FIPE). Confira os assuntos tratados na reunião:

Vigência
Enquanto a empresa propôs como vigência para o ACT, o período de dois anos, o Sindicato reivindicou que o termo contemple a possibilidade de que os dois anos sejam prorrogáveis por mais outros dois.

Política de Emprego
A empresa quer manter a cláusula Política de Emprego como está. Mas, para o Sindicato, a empresa tem a obrigação de aumentar o número de trabalhadores, conforme ACT vigente. “Além disto, ressaltamos a necessidade de criar uma clausula no ACT que possibilite a criação de uma comissão paritária trabalhador – empresa – sindicato para discutir permanentemente o ambiente e as condições de trabalho.”, informa a direção do Sinergia CUT.

Implante dentário
Para a reivindicação de implante dentário, a AES propôs que o plano permita dois implantes por grupo familiar, tendo 50% de participação do trabalhador. O Sindicato reivindica aumento no número de implantes e que seja zerada a participação do trabalhador.

Troca de turno
Referente à troca de turno, o Sindicato reafirmou a necessidade da empresa, através do ACT, garantir o tempo necessário para a troca. “Caso sejam geradas as horas extras, a AES tem que pagar e não permitir, em hipótese nenhuma, que o operador registre o ponto de saída e volte para a sala de comando/máquina, para continuar a troca de turno”, explica a direção do Sindicato. A empresa havia declarado intenção de encontrar alternativas para a troca de turno.

Terceirização
Na proposta da AES Tietê, a empresa informou interesse em colocar no ACT cláusula sobre a representação dos trabalhadores terceirizados. “Ressaltamos que até que a AES Tietê primarize todas as atividades, Sindicato e empresa precisam aprimorar os procedimentos e critérios através do ACT  no sentido de reduzir os impactos da terceirização, tendo como parâmetro as especificações previstas no projeto de lei do deputado Vicentinho (PT-SP).”, afirma a direção do Sindicato.

AMHV
Em relação ao plano de Assistência Médica e Hospitalar (AMH) vitalício, diante da posição do Sindicato de entrar na Justiça, a empresa comprometeu-se em apresentar uma proposta na próxima reunião.
“Aproveitamos para chamar a atenção da empresa quanto a necessidade de aumentar os investimentos na área de AMH através da rede credenciada”,  completa a direção do Sinergia CUT.

PLR
Para a PLR, a empresa informou que garante uma antecipação em setembro/13 e mantém a PLR em termo aditivo, isto é, separado do ACT. O Sindicato reivindicou R$ 4.000 de antecipação e que seja definido um calendário pré-estabelecido para discutir valor e indicadores da PLR 2013, além do acompanhamento das metas pela comissão dos trabalhadores.

Redução da jornada
Outro ponto abordado foi a redução de jornada para 40 horas. Apesar da empresa ter dado um sinal de que é possível fazer esse debate, o Sindicato ressaltou a necessidade imperiosa de garantir nesse ACT a redução de jornada de 220 para 200 horas.

Bolsa de estudos
Na proposta da AES Tietê para bolsa de estudos, seriam acrescentada cinco bolsas de idiomas e cinco de estudos, cujo valores serão apresentados na próxima reunião.

Horas Extras e Controle por Exceção
A empresa quer alterar o parágrafo 6º da cláusula 26 que trata das Horas Extras e Controle por Exceção para ficar da seguinte forma:
“Parágrafo 6º – Sempre que os trabalhadores forem convocados para a realização de cursos e treinamentos fora da sua jornada de trabalho, as horas despendidas para a sua locomoção deverão ser consideradas como horas extras, respeitando-se o desconto do tempo habitual gasto para deslocamento, conforme tabela abaixo:”
 


Local de Trabalho

Cidade de Apoio

Tempo a descontar

UHE Água Vermelha

Fernandópolis

1 h

UHE Barra Bonita

Barra Bonita

30 min

UHE Bariri

Bariri

30 min

UHE Caconde

Caconde

30 min

UHE Euclides da Cunha

Mococa

1 h

UHE Ibitinga

Ibitinga

30 min

UHE Limoeiro

Mococa

50 min

PCH Mogi-Guaçu

Mogi-guaçu

15 min

UHE Nova Avanhandava

Birigui

50 min

UHE Promissão

Lins

1 h


 
Além destes pontos, o Sindicato cobrou da AES Tietê uma proposta para outros itens da pauta tais como:

•         Política de Transferência
•         Compensação de Hora Extra
•         Pagamento de Hora Extra quando trabalhador for acionado pela empresa e estiver fora da jornada de trabalho
•         Função Acessória: retorno da função acessória
•         PCS: abrir uma discussão após o fechamento de ACT referente o plano de cargos e salários
 
A empresa comprometeu-se a apresentar uma posição sobre todas as questões pautadas pelo Sinergia CUT na próxima reunião agendada para o próximo dia 03, às 10h. Fique ligado!
 
 

  Categorias: