CS 2013: pressionada, Eletrobras reabre negociações

19 julho 11:15 2013 Débora Piloni, com informações da Secretaria Geral

Acontece na manhã desta sexta-feira, 19, mais uma rodada de negociação da Campanha Salarial 2013 entre a Eletrobras e o Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE). A reabertura das negociações foi uma promessa do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão que, em reunião no último dia 17 com representantes da FNU e do CNE, afirmou que o dissídio não é uma medida aceitável, pois o caminho da negociação ainda estaria aberto.

E isso tudo se deve à disposição de luta dos trabalhadores das empresas da holding, que, desde o último dia 15, estão em greve por avanços nas negociações.

Com isso, nesta manhã, o CNE, através dos coordenadores das intersindicais, está reunido com a direção da Eletrobras para discutir o ACT 2013/2014. O Coletivo reafirma que não abrirá mão da pauta da categoria e se negará a aceitar qualquer tipo de retrocesso na proposta.

O CNE espera que a direção da Eletrobras apresente uma proposta condizente com a importância dos eletricitários para o país. Até porque, o aumento do consumo de energia no último ano foi na ordem de 3,5%, isso significa um aumento da produtividade dos trabalhadores.

“Dessa forma, o discurso de ineficiência cai por terra. Se a Eletrobras enfrenta problemas de caixa não é por culpa da categoria, mas sim por decisões governamentais, como a MP 579. E essa conta os trabalhadores não vão pagar de forma alguma.”, defende o CNE.

Na segunda-feira, dia 22 de julho, serão realizadas assembleias para definir os rumos da greve. Até lá, o movimento deve permanecer em alerta, já que até aqui a categoria tem conseguido mostrar uma força muito grande.

Caso não haja uma definição na reunião neste dia 19/07, os trabalhadores estarão preparados para continuarem lutando e se mobilizando, provando que estão dispostos a conquistar um acordo justo, que reflita todo o esforço diário para continuar fazendo do Sistema Eletrobras uma empresa estratégica para o país.

A hora é de mobilização. Só conquista quem luta!

  Categorias: