CS 2014: CPFL apresenta proposta econômica insuficiente na segunda rodada. Rejeitada na mesa!

25 abril 08:30 2014 Débora Piloni

Ocorreu na quinta (24) a segunda rodada de negociações da Campanha Salarial 2014 entre CPFL e sindicatos. Depois de muitas considerações sobre diversos assuntos, já final da reunião, a empresa apresentou uma proposta de reajuste para salários e benefícios de 5,43%, índice que, segundo a holding, foi orçado por uma “consultoria” contratada. O Sinergia CUT rejeitou a proposta.

Nessa mesma reunião, alegando estar com dificuldades em cumprir o calendário de reuniões proposto na primeira rodada, foi negociada uma nova agenda: 06, 13, 21 e 28 de maio, sempre às 10h.

Sobre a PLR 2015, ficou acertado que as discussões ocorrerão a partir do 2º semestre de 2014 e quanto à Jornada de trabalho, as negociações serão após o fechamento do ACT 2014.

Durante essa rodada, os representantes da empresa voltaram a falar sobre a incerteza do cenário e as dificuldades que o setor atravessa. Mas o Sindicato, mais uma vez, reforçou que as reuniões da Campanha Salarial deverão discutir a pauta dos trabalhadores, que tem como prioridades as condições de trabalho, emprego, renda, transferência/Compartilhamento de trabalhadores entre empresas do mesmo grupo, primarização, recrutamento interno, NDV e política de estágio.

Também foi manifestada na mesa a insatisfação dos trabalhadores por não ver cumpridos itens do ACT que foi assinado entre empresa e Sindicato como, por exemplo, a contratação nas agências de atendimento e auxiliar técnico de recuperação de energia. Quanto a isso, o Sinergia CUT informou que já tomou as devidas providências.

Fique ligado. Próxima rodada é dia 06. A empresa não dá nada. A gente que conquista!

  Categorias: