CS 2017: proposta rejeitada na segunda rodada com a Cesp

CS 2017: proposta rejeitada na segunda rodada com a Cesp
17 maio 18:12 2017 Nice Bulhões, com informações da Secretaria Geral

Rodada aconteceu nesta quarta-feira (17), em São Paulo. A empresa não agendou nova rodada, porém comprometeu-se a marcar uma data no início da próxima semana

Dirigentes do Sinergia CUT participaram, nesta quarta-feira (17), em São Paulo, de mais uma rodada de negociação com os representantes da Cesp. Nesta segunda rodada, a empresa apresentou a seguinte proposta:

  • Vigência do ACT: 1 ano – de 01/06/2017 a 31/05/2018;
  • Reajuste salarial: Aguardando autorização órgãos competentes;
  • Reajuste benefícios: Reajustar pelo mesmo índice salarial;
  • PRR: Manutenção da cláusula atual, com o cumprimento do Decreto 59.598/2013;
  • Gerenciamento de pessoal: Manutenção dos termos gerais da cláusula atual com ajuste da quantidade de empregados por base sindical, que podem ser dispensados sem justa causa. Atual:
    São Paulo: 10
    Campinas: 06
    Engenheiros: 05

Proposta rejeitada na mesa!

Reivindicações da categoria

Nas suas considerações, o Sindicato reiterou suas reivindicações, tais como:
Vigência do Acordo por 4 anos, tendo em vista a iminente privatização da empresa;
Manutenção do Plano de Previdência na Fundação Cesp;
Incorporação dos 17,28% e seus reflexos;
Reajuste salarial pelo índice Dieese + aumento real;
Correção dos benefícios (VA/VR) pelo índice de alimentos do Dieese;
PRR: negociação na mesa e não com regras colocadas pelo CODED;
Que a PRR 2018 seja negociada ainda no decorrer deste ano.

A empresa não agendou nova rodada, porém comprometeu-se a marcar uma data no início da próxima semana. Trabalhador, participe das assembleias informativas.
Resistir para conquistar!

  Categorias: