CS 2020: Trabalhadores da AES Tietê aprovam Termo Aditivo ao ACT até 2023

Com garantia de reajuste nos salários e benefícios econômicos, além da manutenção da política de emprego, aprovação foi por ampla maioria dos votos nas assembleias virtuais dessa semana

CS 2020: Trabalhadores da AES Tietê aprovam Termo Aditivo ao ACT até 2023
03 julho 09:33 2020 Lílian Parise
Com garantia de reajuste nos salários e benefícios econômicos, além da manutenção da política de emprego, aprovação foi por ampla maioria dos votos nas assembleias virtuais dessa semana

Por ampla maioria dos votos, trabalhadores da AES Tietê aprovaram a proposta de Termo Aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) negociada entre representantes da empresa e dirigentes do Sinergia Campinas, Sinergia Mococa e Sindluz Bauru. A decisão é resultado de  assembleias virtuais realizadas através do portal do Sinergia CUT, com votação online realizada durante essa semana, com início na segunda-feira (29) e encerramento nesta quinta-feira (2). Além da proposta negociada, nos sindicatos que fazem parte do projeto Sinergia CUT, foi aprovada também a cobrança da taxa negocial.

Como amplamente divulgado pela direção do Sinergia Campinas, as prioridades da Campanha Salarial 2020, que ocorre em meio à pandemia mundial de covid-19, são a proteção dos empregos, a manutenção dos Acordos Coletivos e suas prorrogações, além da garantia da renda dos trabalhadores. Diante desse cenário, a proposta negociada alcançou os objetivos, com o compromisso da empresa em manter os empregos, a recomposição dos salários pela inflação medida pelo IPCA e a manutenção de todas as cláusulas do atual ACT.

“Ficam garantidos também a antecipação da PLR com correção de 1% acima da inflação, o abono pago em forma de VA/VR também com aumento real e as garantias de aprimoramento da cláusula de emprego para trazer mais conforto aos trabalhadores no período pós-pandemia”, avaliam os dirigentes sindicais.

A proposta aprovada

Relembre o que garante o Termo Aditivo aprovado pelos trabalhadores:

Acordo Coletivo: prorrogação até 2023

Reajuste Salarial: reajuste de 1,88%

Vale Alimentação: reajuste de 2%, passando para R$ 244,58

Vale Refeição: reajuste de 2%, passando para R$ 941,43

VA/VR Natalino (pago em dezembro): reajuste de 1,88%, passando para R$ 1.162,61

Abono VA/VR: reajuste de 5%, passando para R$ 1.617

Adiantamento da PLR 2020 (2,9%): R$ 7.100 a ser pago no dia 12/09/20

Auxílio Creche Babá: reajuste de 1,88%, passando para R$ 630,65

Auxílio PCD: reajuste de 1,88%, passando para R$ 319,16

Bolsa de Estudos: reajuste de 1,88%, sendo:

  • 15 bolsas de graduação: R$ 1.119,21
  • 30 bolsas de idiomas: R$ 373,74
  • Pós e MBA: valor de R$ 1.119,21

PIA: manutenção

Demais benefícios expressos economicamente: reajuste de 1,88%

Além disso, Sindicatos e empresas devem negociar o valor da PLR 2020, entre 60 e 90 dias depois da assinatura do Termo Aditivo, além de discutir sobre o Plano de Cargos e Salários (PCS) em 60 dias.

Garantir pagamentos já

Com a proposta aprovada pelos trabalhadores, os sindicatos devem encaminhar correspondência à direção da AES Tietê para informar oficialmente o resultado das assembleias virtuais e solicitar urgência na assinatura do Termo Aditivo. Assim, ficam garantidos o pagamento do abono VA/VR o mais rápido possível, já que o acordo prevê que deve ser pago em até cinco dias depois da comunicação das entidades, e a correção de 1,88% nos salários e benefícios econômicos retroativos a junho, data base da categoria.

Fique ligado! A saída da crise é coletiva. O Sindicato é seu parceiro nessa luta!

 

Por Lílian Parise

  Categorias: