CALL CENTER ELEKTRO: ACORDO ASSINADO TEM QUE SER CUMPRIDO!

Sinergia Campinas enviou cartas à empresa solicitando implementação da nova escala o mais urgente possível. Afinal, o ACT 2019 foi assinado em 29 de abril passado!

CALL CENTER ELEKTRO: ACORDO ASSINADO TEM QUE SER CUMPRIDO!
09 outubro 10:49 2020 Débora Piloni
Sinergia Campinas enviou cartas à empresa solicitando implementação da nova escala o mais urgente possível. Afinal, o ACT 2019 foi assinado em 29 de abril passado!

Mais de cinco meses após a assinatura do Acordo Coletivo de 2019 que, diga-se de passagem demorou 11 meses a ser negociado e fechado, a Elektro ainda não implementou a nova escala do Call Center: 7 horas e 12 minutos diárias, de segunda a sexta-feira, com 36 horas semanais, sendo que o tempo de atendimento telefônico não será superior a seis horas diárias, conforme NR 17.

Vale lembrar que essa negociação  culminou na mudança de prédio e, além das alterações na escala (segunda a sexta feira, não mais trabalhando aos finais de semana e feriados), previa um plano de carreira  com agentes nível 1, 2 e 3, com diferenciação salarial.

Pois bem… mas até agora, além de não terem a efetivação da nova escala, os atendentes do Call Center da Elektro passaram a atender clientes de outras empresas, como Coelba, Cosern e Celpe, o que triplicou o trabalho de cada um. Oi??!!

Esse descumprimento de acordo por parte da empresa não condiz com os valores que ela própria prega e divulga, quando afirma “fomentar o entusiasmo, empatia e iniciativa no trabalho, de favorecer a solidariedade e a criatividade, assim como o respeito pelas relações humanas. Além disso, o Grupo fomenta a manutenção de um diálogo sincero e leal entre seus colaboradores e os demais grupos de interesse” (fonte: https://www.elektro.com.br/sobre-a-elektro/proposito-e-valores). #SQN!!!

SEMPRE NA LUTA

E não é de hoje que o Sinergia Campinas cobra da Elektro uma postura coerente com o que diz e, nesse caso, assina. Em julho, enviou carta à empresa solicitando o cumprimento do ACT e a implementação da nova Escala do Call Center.

E a própria Campanha Salarial 2019 é prova dessa persistência na busca pelos direitos dos trabalhadores. Começou em maio daquele ano e se estendeu até 29 de abril de 2020, passando pela Justiça do Trabalho. Foram 11 longos meses de intensas negociações, com propostas apresentadas pela empresa que ficavam longe do respeito às relações humanas.

Só com relação ao Call Center, foram sugeridos itens que feriam o emprego e a NR 17, com proposta de jornada superior a seis horas e salário abaixo do piso. Inadmissível! O Sindicato bateu o pé e, junto com os trabalhadores, realizaram mobilizações, entraram em estado de greve fazendo  a luta avançar e resultar em uma proposta melhor.

Essa proposta foi aprovada pelo pessoal do Call Center em 06 de março passado, ou seja, há  mais de sete meses. E, depois de tudo isso, de ganhar a batalha, a categoria quer o que é dela por direito e por justiça: o Acordo inteiramente implementado!

Exatamente por isso,  o Sinergia Campinas enviou nova carta à Elektro cobrando a implementação imediata da nova escala do Call Center.

A empresa não pode se esquivar mais desta situação. Proposta amplamente negociada, carta compromisso firmada e Acordo assinado… tem que ser tudo cumprido!

ACORDO DO CALL CENTER

Assinado em 29 de abril passado, o ACT 2019  ainda não foi implementado no Call Center da Elektro. Confira abaixo o que a empresa garantiu na Carta Compromisso de 18 de fevereiro de 2020:

JORNADA DE TRABALHO: 7 horas e 12 minutos diárias de segunda a sexta-feira, com 36 horas semanais, sendo que o tempo de atendimento telefônico não será superior a 6 horas diárias conforme a NR 17.

Intervalo de 30 minutos para almoço e descanso e pausas de 10 minutos durante a jornada, conforme estabelecido pela redação vigente da NR 17, devendo ser respeitadas eventuais alterações que porventura venham a ser implementadas na norma ou por meio de outra norma sobre o assunto.

PLANO DE CARREIRA: manutenção do quadro de empregados da CRC que contará em média com 200 agentes de relacionamento e implementação dos seguintes pisos:

a) Agente I: R$ 1.637,74 (25% do quadro de agentes);

b) Agente II: R$ 1.883,40 (50% do quadro de agentes);

c) Agente III: R$ 2.165,91 (25% do quadro de agentes), com variação de 10 pontos percentuais (p.p.) entre as carreiras.

Por Débora Piloni

 

 

  Categorias: