NãoÀPrivatização

Câmara vota privatização da Eletrobras que pode aumentar contas de luz em até 25%

Deputados correm contra o tempo porque MP caduca nesta terça-feria (22)

Câmara vota privatização da Eletrobras que pode aumentar contas de luz em até 25%
21 junho 16:24 2021 Redação CUT

Leia Mais: Privatização da Eletrobras é prejuízo a ser pago pelo povo brasileiro

A Câmara dos Deputados vota na tarde desta segunda-feira (21) a Medida Provisória (MP) nº 1.031/2021, que abre caminho para a privatização da Eletrobras e pode aumentar em até 25% as contas de luz, segundo artigo assinado pelos especialistas em energia Gilberto Cervinski e Fabiola Latino Antezana, ambos da UFRJ. 

A MP já passou pela Câmara em maio e, após mudanças no texto aprovadas pelo Senado, volta a ser analisada pelos deputados, que  correm contra o tempo já que a MP tem até esta terça-feira (22) para ser votada, ou perde a validade.

Confira como votou cada senador

Mais cedo nesta segunda-feira (21), o relator da MP na Câmara, deputado Elmar Nascimento (DEM-BA), adiantou ao Congresso em Foco que fará “pouquíssimas alterações” no texto, que não exijam nova análise da proposta pelos senadores.

A medida foi aprovada no Senado por um placar apertado, 42 votos a 37, refletindo o alto nível de discordância sobre o texto. Os senadores criticam pontos incluídos pelos deputados – e mantidos pelos senadores – considerados “jabutis”, ou seja, que não tem relação com a matéria. Por exemplo, a obrigação de contratação de termelétricas a gás natural.

Parlamentares já adiantaram na semana passada que vão ao Supremo Tribunal Federal (STF) para barrar a MP.

Com informações do Congresso em Foco. 

Escrito por: Redação CUT

  Categorias: