CS 2021: proposta rejeitada na segunda rodada da Tijoá

Reunião aconteceu nesta quinta (24), quando empresa negou aumento real. Próxima rodada está agendada para 01 de julho

CS 2021: proposta rejeitada na segunda rodada da Tijoá
25 junho 10:51 2021 Débora Piloni, com informações da Secretaria Geral

Dirigentes do Sinergia CUT e representantes da Tijoá se reuniram na tarde desta quinta-feira (24), de forma remota devido à pandemia de Covid-19, para a segunda rodada de negociação da Campanha Salarial 2021.

Na ocasião, o Sindicato reiterou todas as reivindicações da pauta dos trabalhadores, solicitando aumento real e aumento superior à inflação nos benefícios, além de itens prioritários, como a redução na participação no plano de saúde e também um ticket de final de ano dobrado.

Apesar da insistência do Sindicato para que houvesse uma melhoria na renda dos trabalhadores, os negociadores da empresa argumentaram que a diretoria da Tijoá não está autorizando nada além do que a reposição de salários e benefícios pelo IPCA (8,06%) e informaram que será implementado um termo referente à PLR.

A proposta foi rejeitada pelo Sinergia CUT, que insiste para que a empresa busque autorização de aumento maior nos benefícios ou um ticket no valor total dobrado no final do ano.

O Sindicato solicitou também que a Tijoá faça interlocução com o banco Santander para que viabilize empréstimos com taxas bem menores que o mercado para desconto em folha consignado. Os negociadores da empresa se comprometeram a levar os pontos levantados para a sua diretoria.

Relembre aqui como foi a primeira rodada ocorrida em 08 de junho e os principais itens da pauta de reivindicações dos trabalhadores.

Todos pela vida: com saúde, emprego e renda

____________________________________________________________________________________

Por Débora Piloni, com informações da Secretaria Geral

  Categorias: