CS 2019: CTG e Sinergia CUT na mesa de negociação do ACT da Rio Paraná e da Paranapanema

CS 2019: CTG e Sinergia CUT na mesa de negociação do ACT da Rio Paraná e da Paranapanema
06 maio 12:05 2019 Débora Piloni

Próximas reuniões estão agendadas: 3ª rodada da Rio Paraná para o dia  23 de maio e 2ª rodada da Rio Paranapanema para 28 de maio. Fique ligado!

No último dia 30 de abril aconteceu a segunda rodada de negociação da CTG Rio Paraná  e a primeira rodada da CTG Rio Paranapanema entre a direção da empresa e o Sinergia CUT.

As cláusulas apontadas como essenciais pelo Sindicato para avaliação da empresa e inserção no ACT da CTG Rio Paraná são as seguintes: Gratificação de Férias; Gerenciamento de Pessoal; Horas in Itinere; Cesta de Natal; Auxílio Creche; Assistência Odontológica; Estabilidade Pré-Aposentadoria; Transferência de Empregados; Acidente de Trabalho; Salário Substituição; Adicional de Turno; Lanche de Prorrogação da Jornada; Compensação de Jornada e Horário Flexível; Bolsa de Estudos e Vigência do Acordo Coletivo estendida.

A CTG destacou que tem intenção de discutir,  para ajuste de texto, as cláusulas de Gerenciamento Pessoal e Horas In Itinere. Com relação  à Compensação de Jornada e ao Horário Flexível a empresa pretende fazer um ajuste em comum acordo com o Sindicato. Quanto às demais cláusulas, se comprometeu a avaliá-las.

Vale ressaltar que a CTG Rio Paraná informou que está garantida a aplicação das cláusulas do ACT 2018/2019 anteriormente negociadas com o Sindicato até o encerramento desta negociação.

A terceira rodada ficou agendada para o dia 23 de maio.

1ª Rodada CTG Rio Paranapanema

Assim como ocorreu na CTG Paraná, na negociação referente à CTG Rio Paranapanema a empresa garantiu a aplicação das cláusulas do ACT 2018/2019 que foram anteriormente negociadas com os sindicatos até o encerramento das negociações desta Campanha.  O Sinergia Campinas reforçou a necessidade de garantir cláusulas protetivas aos trabalhadores diante da conjuntura atual.

O Sinergia Campinas sugeriu que a empresa apresente uma minuta de proposta de ACT com base nas cláusulas do ACT vigente, para na sequência, os sindicatos incluírem na negociação as demais cláusulas apresentadas na pauta de reivindicação.

Os sindicatos pontuaram a necessidade de negociar as cláusulas do ACT e observar a pauta de reivindicações e a  empresa se comprometeu a disponibilizar  a proposta de acordo coletivo até o próximo dia 23.  A  2ª rodada de negociações ficou marcada para o dia 28 de maio. 

Fique ligado!

Só a luta te garante!

  Categorias: