CS 2019/Elektro/EKCE/EKTTs: mais uma vez, trabalhadores dizem não à proposta da empresa

A apuração aconteceu na manhã desta quinta-feira (25) na sede da Elektro, em Campinas. Dos 1.959 votantes, 1.058 votaram contra a proposta da empresa

Roberto Claro

teste

Débora Piloni

A apuração aconteceu na manhã desta quinta-feira (25) na sede da Elektro, em Campinas. Dos 1.959 votantes, 1.058 votaram contra a proposta da empresa
Entre os dias 16 e 24 de julho, os trabalhadores da Elektro/EKCE/EKTTs deliberaram sobre a proposta de Acordo Coletivo 2019. A apuração de todos os votos foi realizada na manhã desta quinta-feira (25) na Sede Corporativa da Elektro, em Campinas, e foi acompanhada por trabalhadores da empresa.
As assembleias ocorreram em toda a base garantindo a mais ampla participação dos trabalhadores nas decisões. Aposentados/as e pensionistas da Elektro também votaram nas assembleias dos ativos e em urnas fixas nas sedes das macrorregiões e itinerantes nas principais cidades, porque a proposta também os atinge.
E, para garantir a transparência, a publicidade e a lisura do processo de votação, durante o processo o Sinergia Campinas convidou a Elektro a acompanhar a lacração de urnas e a participar da apuração dos votos na sede da empresa.
Vale lembrar que a proposta que foi deliberada desta vez é referente à que a empresa apresentou no dia 01 de julho, e que foi ratificada durante a segunda tentativa de conciliação de pré-dissídio junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região no dia 04. Na ocasião, a Elektro foi intransigente e manteve a proposta da saída do plano de saúde da Fundação Cesp para o do Bradesco Saúde.
Sendo assim, a proposta foi levada para a deliberação dos trabalhadores que, pela segunda vez disse um não à empresa (relembre aqui quando e como foi a primeira votação da proposta da Elektro).
Agora, o Sindicato comunicará o resultado das assembleias oficialmente à empresa e tem o prazo de cinco dias para comunicar esse resultado ao TRT. Conforme plano de luta deliberado pelos trabalhadores em assembleias, haverá greve a partir de 01 de agosto.
Confira na tabela abaixo o resultado final da apuração dos votos das assembleias:

SÓ A LUTA TE GARANTE!!!!