Eleições sindicais 2020: democracia na veia!

Trabalhadores e trabalhadoras das empresas energéticas vão eleger, nesta segunda e terça, as novas direções do Sinergia Campinas e do Sinergia CUT. Participe!

Eleições sindicais 2020: democracia na veia!
06 março 16:40 2020 Área de Comunicação Sinergia CUT

Milhares de trabalhadores das empresas energéticas participam na próxima semana de eleições para escolher as novas direções que comandarão as lutas do Sinergia Campinas (Sindicato dos Eletricitários de Campinas) e do Sinergia CUT (Sindicato dos Trabalhadores Energéticos do Estado de São Paulo) pelos próximos anos.

As eleições acontecem nas próximas segunda-feira (9) e terça-feira (10), envolvendo trabalhadores, aposentados e pensionistas das mais de 60 empresas de energia elétrica e de gás canalizado em todo o estado de São Paulo. Uma autêntica mobilização democrática.

Serão duas eleições paralelas e simultâneas com um colégio eleitoral composto por cerca de 12 mil eleitores. Poderão participar os filiados e as filiadas às entidades, em dia com as mensalidades sindicais, espalhados pelas seguintes regiões do estado: Baixada Santista, Bauru, Campinas, Ilha Solteira, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Rio Claro, São José do Rio Preto, São Paulo e Vale do Paraíba.

Urnas fixas e itinerantes
A votação acontecerá por intermédio de urnas fixas nos locais de trabalho e itinerantes que percorrem várias cidades.O horário varia de 7h às 17h30. A apuração será centralizada e acontecerá na quarta-feira (11), no Sindicato dos Petroleiros, em Campinas.

Chapas únicas
Sem oposição, as eleições envolvem apenas as chapas de situação (Chapas 1), intituladas “Muita resistência, Mais Ousadia”, para mandatos de três anos no Sinergia CUT e de quatro anos no Sinergia Campinas.
A Direção Colegiada do Sinergia Campinas é formada por 70 trabalhadores, enquanto que a do Sinergia CUT totaliza 113 dirigentes.

“Vivemos tempos sombrios.A classe trabalhadora é atacada de todos os lados e os direitos estão ameaçados. Diante disso, mais do que votar, as eleições se constituem no instante ideal para avaliar o passado e traçar o futuro da luta para o próximo período. Não há saída senão a resistência com mobilização”, avaliam os sindicalistas.

Mais uma vez, sua participação é fundamental para continuar a construir Sindicatos democráticos, transparentes e de luta! Participe!

  Categorias: