CS 2021: PROPOSTA DA CPFL NÃO REPÕE NEM INFLAÇÃO E DISCRIMINA TRABALHADORES

Balanço de 2020 aponta lucro de R$ 3,7 bi, quase 35% a mais que em 2019, além da redução na folha de pagamentos. Ainda assim, holding propõe o menor reajuste. Proposta rejeitada. Expectativa da bancada sindical é que a CPFL apresente uma proposta digna na próxima rodada de negociação, que acontece na terça-feira (20)

CS 2021: PROPOSTA DA CPFL NÃO REPÕE NEM INFLAÇÃO E DISCRIMINA TRABALHADORES
16 julho 15:37 2021 Lílian Parise

Balanço de 2020 aponta lucro de R$ 3,7 bi, quase 35% a mais que em 2019, além da redução na folha de pagamentos. Ainda assim, holding propõe o menor reajuste. Proposta rejeitada

Expectativa da bancada sindical é que a CPFL apresente uma proposta digna na próxima rodada de negociação, que acontece na próxima terça-feira (20)

Depois de cinco rodadas de negociação com o Sinergia CUT, a direção da CPFL insiste em uma proposta de reajuste econômico abaixo da inflação medida por vários índices de referência para a data-base junho e diferenciada entre os trabalhadores e trabalhadoras.

Na última reunião, os negociadores da empresa propuseram um reajuste parcelado e excludente, sendo 6% de reposição nos salários e retroativos a junho para todos, mais 1,94% para quem recebe até R$ 12.867,14, valor vigente em 31 de dezembro de 2021.

Ou seja, para salários acima disso, o reajuste proposto ficaria abaixo da inflação medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) do IBGE. Bom lembrar ainda que o índice proposto pela CPFL para reajuste parcelado, o IPCA, é o menor índice de inflação apurado no período.

MAIS LUCRO, MENOS CUSTO

Para a direção do Sindicato, a proposta é inadmissível. “É preciso lembrar que a CPFL Energia teve um lucro de R$ 3,7 bilhões em 2020, o que representou 34,9% a mais nos cofres da empresa do que o registrado no ano anterior. Ainda assim, para os trabalhadores, não quer repor nem o IPCA. Mais um grande absurdo”, afirma a bancada de trabalhadores.

NEGÓCIO DA CHINA

“É preciso considerar também que, ao mesmo tempo, segundo o mesmo balanço divulgado pela empresa, a CPFL aponta redução com a folha de pagamentos no ano passado. Ou seja, um lucro bem maior em caixa com custo bem menor com a remuneração do quadro de pessoal. Verdadeiro negócio da China”, alerta o Sindicato.

Segundo a holding, os gerentes continuam fora do reajuste proposto na mesa de negociação. Assim fica no ar uma dúvida: “Não sabemos se a empresa irá zerar o reajuste dos gerentes ou se terão reajuste diferenciado, acima da proposta feita pela empresa para os trabalhadores, tirando dos trabalhadores e engordando o salário dos gestores”, questionam os negociadores.

PARCELADO NEM PENSAR!

Até agora, essa é a pior proposta apresentada ao Sinergia CUT na Campanha Salarial deste ano. Pior até do que a CPFL Serviços, que provocou uma greve de cinco dias dos trabalhadores para garantir direitos.
Mas a bancada do Sindicato já mandou seu recado na mesa: “Não aceitamos, em hipótese nenhuma, proposta de reajuste parcelado. Muito menos a divisão por faixas salariais para o reajuste. Se não houver avanços na próxima reunião, também vamos mobilizar os trabalhadores para fazer valer nossos direitos”.

AUMENTO REAL SIM!

O Sindicato continua pleiteando reajuste salarial igual para todos os trabalhadores pelo maior índice de inflação, com aumento real e reajuste diferenciado no kit alimentação.

CPFL ENERGIA: UM NEGÓCIO DA CHINA!!!

CONFIRA OS RESULTADOS DA CPFL EM 2020:
• CPFL Paulista – Lucro Líquido em 2020: R$ 971 milhões (16% a mais que o ano anterior)
• CPFL Piratininga – Lucro Líquido em 2020: R$ 373 milhões (32,6% a mais que o ano anterior)
• CPFL ENERGIA – Lucro Líquido em 2020: 3,70 BILHÕES DE REAIS (34,9% a mais que o ano anterior)
REAJUSTE TARIFÁRIO ANUAL
• CPFL Paulista: 14,9%
• CPFL Piratininga: 18,31%
Para o Sinergia CUT está mais do que na hora de valorizarem os trabalhadores e as reivindicações aprovadas em assembléias. “É ético o que estão propondo?”. Com a palavra, a direção da CPFL…

SINDICATO EXIGE MAIS RESPEITO

Fato é que a CPFL Energia apresentou até agora a pior proposta nesta Campanha Salarial em todas as negociações com as demais empresas da base das energéticas do Sinergia CUT.

A proposta das CPFLs Paulista e Piratininga é pior, inclusive, que a apresentada na mesa pela CPFL Serviços que, mesmo com um reajuste maior do que esse para trabalhadores das distribuidoras, provocou uma greve de cinco dias por melhores condições de trabalho.

Mas o pacote de maldades da holding vai além da não reposição da inflação nos salários e nos benefícios econômicos para todos. Acompanhe:

EMPRESA QUER CONGELAR GRATIFICAÇÃO DE FÉRIAS

Outro absurdo diz respeito à Gratificaçao de Férias. Conquista histórica do Sindicato na CPFL, que permite aos trabalhadores receberem uma gratificação bem acima do 1/3 previsto na CLT, a empresa também não quer corrigir pela inflação o valor de referência desse benefício.

FLEXIBILIZAÇÃO DE JORNADA NAS ÁREAS OPERACIONAIS

A empresa também está propondo a extensão da regra de flexibilização de jornada diária do ACT – permissão de entrada até duas horas antes ou depois e saída também em até duas horas e depois – para a Área Operacional.
“Como isso é um pleito de lide- ranças operacionais da CPFL, com certeza o caráter voluntário dessa regra será deturpado pelos chefetes das empresas, que obrigarão trabalhadores a entrarem de madrugada sem receber horas extras. O Sindicato é contra essa proposta”, observa a direção.

APOSENTADORIA ESPECIAL

Com relação à aposentadoria especial, o Sindicato entende ser possível um avanço na cláusula que trata da Politica de Emprego, mantendo a mesma regra de demissão sem justa causa para quem sair da empresa como aposentado pela especial. Isso, mesmo após o fim da vigência dessa regra, em 31 de maio do ano passado.

PRÓXIMA RODADA

Nova rodada de negociação está marcada para a próxima terça-feira (20). A expectativa é grande e o Sindicato espera que a CPFL tenha mais respeito com os trabalhadores e apresente uma proposta digna.

NOTÍCIA DE ÚLTIMA HORA

No fechamento desta edição, a direção do Sinergia CUT ficou sabendo que a CPFL acaba de adquirir, em leilão,
a CEEE Transmissora por R$ 2,7 bilhões!!! Em um leilão concorridíssimo, realizado na manhã desta sexta-feira (16), onde foram apresentadas sete propostas, a CPFL pagou 57% de ágio (valor a mais do preço de oferta) e levou a empresa de Transmissão.

“TRADUZINDO: DINHEIRO PARA COMPRAR EMPRESAS A CPFL TEM DE SOBRA, MAS, PARA OS TRABALHADORES, SÓ PROPÕE REAJUSTE SALARIAL PARCELADO E ABAIXO DA INFLAÇÃO! LAMENTÁVEL!!!”

Direção do Sinergia CUT

Todos pela vida: com saúde, emprego e renda!

Por Lílian Parise


  Categorias: