Panasonic desativa produção de TV e áudio em Manaus. ‘Foi na lata’, diz trabalhador

Corte deverá atingir 180 de um total de 700 trabalhadores

Panasonic desativa produção de TV e áudio em Manaus. ‘Foi na lata’, diz trabalhador
19 agosto 11:16 2021 Redação RBA

Escrito por: Redação RBA

Aberta há exatos 40 anos, a fábrica da Panasonic no polo industrial de Manaus vai cortar 180 de seus aproximadamente 700 funcionários. Segundo a empresa, o setor de TV e áudio será desativado, mas outros segmentos de eletrônicos continuarão em atividade, como aparelhos de microondas. Em março, a Sony havia anunciado fechamento de sua unidade na capital amazonense. A Canon fez o mesmo em junho, ainda em Manaus. Outra fabricante de eletrônicos, a LG, está desativando fábrica em Taubaté (SP).

De acordo com informações de trabalhadores, alguns cortes já começaram a ser feitos, mas a maioria será demitida em dezembro. Existe possibilidade de alguns serem reaproveitados. Segundo a empresa, itens como máquinas de lavar e refrigeradores continuarão sendo produzidos em Extrema (MG).

A decisão se deve pela atual situação econômica do país, aponta a centenária multinacional japonesa, citando ainda “estratégia global” da companhia, “com foco na sustentabilidade do negócio”. Metalúrgicos criticam a falta de apoio do governo federal.

O anúncio de desativação, feito na semana passada, pegou os trabalhadores de surpresa. “Foi na lata”, disse um deles. “Foi imediatamente, mas frisando que não vai fechar.” Até o fechamento desta matéria, os representantes dos funcionários tentavam negociar com a Panasonic a extensão de benefícios, como plano de saúde. Segundo um deles, há possibilidade de envolver outra marca de TV nas conversas.

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________

CanonPanasonicLG

  Categorias: