Pagamento dos 4819

Sinergia CUT envia carta à Secretaria Estadual da Fazenda para cobrar reajuste para os 4819

Documento foi enviado na última quinta-feira (11) ao Estado. Sindicato aguarda agora o retorno

Sinergia CUT envia carta à Secretaria Estadual da Fazenda para cobrar reajuste para os 4819
16 novembro 13:39 2021 Nice Bulhões, com informações da Secretaria Geral

O Sinergia CUT enviou, na última quinta-feira (11), carta ao diretor técnico de Divisão da Fazenda Estadual da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, Airton Rodrigues, para solicitar o pagamento do reajuste aos aposentados abrangidos pela Lei 4819/58, “a fim de que esses trabalhadores não sofram ainda mais prejuízos”. O aumento foi de 8,06%, mesmo índice dado aos ativos da Cteep.

O Sindicato informou no documento que os Acordos Coletivo de Trabalho (ACTs) 2021 da Cteep encontram-se assinados por todos os sindicatos que fazem parte do Projeto Sinergia CUT, bem como com as demais entidades sindicais que negociam com a empresa, e estão devidamente registrados no Sistema Mediador do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), sob os seguintes registros:

  • Sinergia Campinas – MR046832/2021
  • Sinergia Presidente Prudente – MR047744/2021
  • Sinergia Araraquara – MR047461/2021
  • SINTIUS – MR044919/2021
  • Sindluz Bauru – MR054577/2021
  • Sindicato de SP – MR047852/2021
  • Sinergia Mococa – MR054572/2021
  • Sindicato de Ipaussu – MR041597/2021
  • Sinergia Sindergel – MR054590/2021
  • Sindicato dos Engenheiros – MR054581/2021

Exigência do Sistema Mediador/MTE

Desde 2016, uma resolução da Secretaria determina que o pagamento do reajuste aos aposentados 4819 só seja efetuado quando todas as entidades que negociam com a transmissora insiram seus ACTs no Sistema Mediador do MTE. Conforme exigência do governo estadual, todos os sindicatos que negociam com a empresa e fazem parte do Projeto Sinergia CUT já assinaram e inseriram o ACT no Sistema Mediador.

Por isso, o Sindicato solicitou na carta “que seja processada a folha de pagamento reajustada, mais retroativos, a fim de que esses trabalhadores não sofram ainda mais prejuízos”. A entidade aguarda o retorno da Secretaria Estadual da Fazenda.

TODOS PELA VIDA: COM SAÚDE, EMPREGO E RENDA!

Por Nice Bulhões, com informações da Secretaria Geral

  Categorias: