PLR 2020 da Elektro, EKCE, EKTT’s, Afluente Transmissão, Narandiba e Potiguar, negociações continuam com os sindicatos

Próxima reunião está agendada para às 9h desta sexta (27) por videoconferência

PLR 2020 da Elektro, EKCE, EKTT’s, Afluente Transmissão, Narandiba e Potiguar, negociações continuam com os sindicatos
26 março 19:06 2020 Nice Bulhões, com informações da Secretaria Geral

Próxima reunião está agendada para às 9h desta sexta (27) por videoconferência

 

Representantes do Sinergia CUT e das empresas Elektro, EKCE, EKTTs, Afluente Transmissão, Narandiba e Potiguar e demais sindicatos se reuniram na última quarta (25), por meio de videoconferência, para tratar sobre a negociação da PLR 2020. As empresas apresentaram apenas a proposta de Objetivos da PLR 2020 com a inclusão de três novos indicadores: IEC (índice de Esforço do Cliente), Redução de Horas Extras e Planos de Resultados (com 39 conjuntos). Inaceitável, segundo os dirigentes sindicais, as empresas quererem que os sindicatos aprovassem sem debater o modelo, valores e formas de pagamento, o que não foi aceito.

É preciso lembrar que as negociações começaram no dia 19. Por isso, as empresas informaram que levaram as considerações dos sindicatos para discussão junto à Diretoria, especialmente com relação à pandemia global do coronavírus. Elas disseram que, neste momento, não é possível avaliar quais serão os impactos da pandemia sobre os resultados, mas que realizam todos os esforços possíveis para fechamento da proposta. Porém, deixaram claro que haverá a possibilidade de rediscutir os Objetivos caso haja grandes impactos nos resultados. Neste sentido, manteve a sua proposta de Objetivos e Metas para PLR 2020. Confira abaixo:

Os Sindicatos informam que esta garantia de rediscussão dos Objetivos deveria ser formalizada junto da proposta apresentada pelas empresas e que a discussão deveria se iniciar sobre itens, como valores, formas de distribuição, melhoria nos valores da antecipação e garantia de recebimento de PLR no ano 2020. Já a negociação quanto aos Objetivos deveria ser feita após a conclusão dos itens citados. As empresas insistiram pela aprovação dos objetivos, uma vez que estes balizam toda a métrica da PLR.

Posicionamento

O Sinergia CUT afirmou que não é possível validar somente os Objetivos de 2020, mas também o modelo, melhora nos valores e na forma de distribuição da PLR 2020, bem como contratar demais exercícios. A entidade sindical relembrou que o Acordo Coletivo prevê que a empresa negocie a PLR 2020 até novembro de 2019 e há a carta compromisso de 18.02.2020, que também trata da negociação dos itens da PLR.

Os sindicatos registraram ainda que não concordam com o indicador de redução de horas extras e estão preocupados com os novos indicadores IEC e Plano de Resultados, considerando que não há histórico destes indicadores. Por isso, reivindicam a manutenção dos Objetivos 2019 com o ajuste das respectivas metas.

Mas, as empresas insistiram que estes indicadores estão sendo aprovados, de maneira alternadas, em todas as empresas do Grupo Neoenergia, e que também precisam ser aprovados nos Conselhos de Administração das companhias, atendendo às regras de governança.

O Sinergia Campinas reiterou que o Acordo Coletivo vigente, cuja a data base é junho, traz o compromisso de negociar a PLR até novembro do ano anterior, sendo que as demais empresas do grupo Neoenergia possuem outra data base (outubro). O modelo de PLR destas empresas, por exemplo, já garante o percentual sobre 100% do EBITDA para os trabalhadores não executivos.

Contraproposta

Diante do impasse das empresas em insistir na aprovação apenas dos Objetivos sem discutir e garantir o pacote da PLR 2020 (Objetivos e metas, formas e valores de distribuição e acordo para no mínimo dois anos), os sindicatos pediram um tempo e apresentaram a contraproposta abaixo:

  • Retirada do objetivo de redução de horas extras, considerando que esta meta deveria ser somente dos gestores;
  • Compromisso da Empresa em registrar em ata as premissas da carta compromisso para rediscutir os objetivos caso a pandemia do coronavírus afete os objetivos pactuados com a empresa;
  • Destinação de 100% da porcentagem do EBTIDA para os trabalhadores não executivos;
  • Garantia do adiantamento da PLR de 2020 até o penúltimo dia útil de julho/20 no valor R$1.800 (mil e oitocentos) mais 30% da remuneração;
  • Retirar a avaliação por área para distribuição do valor variável da PLR;
  • Contratação da PLR no mesmo modelo atual por 2 anos, com a discussão dos objetivos da PLR 2021 até novembro de 2020.

Nova reunião

A empresa informou que irá levar para a sua Diretoria todas as considerações dos dirigentes sindicais. Ficou agendada uma nova reunião às 9h do dia 27/03/20 por videoconferência.

 Coronavírus

O Sinergia CUT cobrou novamente, além das cartas já enviadas sem resposta, quais ações imediatas estão sendo tomadas pelas empresas sobre a pandemia do coronavírus. A resposta obtida dos Recursos Humanos é que já existe um Comitê Interno tomando providência e, que não haveria mais tempo para tratar do assunto porque “pelo adiantado da hora” precisava encerrar a videoconferência. A reunião à distância contribuiu para a resposta “lamentável” das empresas. O Sinergia CUT reiterou que tomará as medidas legais cabíveis diante desta situação para preservar vidas e garantir o Direito de Recusa.

Em tempo: Foram assinados nesta quarta (25) pelo Sinergia Campinas os três Termos Aditivos ao ACT referente a PLR da Elektro/Ekce (2019), Gestores (2019) e das EKTT´s/outras (2018/2019):

  1. ELEKTRO REDES S.A.
  2. EKCE – COMERCIALIZADORA
  3. EKTT 1 SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SPE S.A.
  4. EKTT 2 SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SPE S.A.
  5. EKTT 3 SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SPE S.A
  6. EKTT 4 SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SPE S.A.
  7. EKTT 5 SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SPE S.A.
  8. EKTT 11 SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SPE S.A
  9. EKTT 12-A SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SPE S.A
  10. EKTT 13-A SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SPE S.A.
  11. EKTT 14-A SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SPE S.A.
  12. EKTT 15-A SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SPE S.A.
  13. AFLUENTE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA S.A.
  14. SE NARANDIBA S.A.
  15. POTIGUAR SUL TRANSMISSÃO DE ENERGIA S.A.
  16. ELEKTRO OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO LTDA.
  17. GESTORES

ACT 2019/2023

Quanto ao Acordo Coletivo 2019/2023, o Sinergia Campinas ainda está conferindo o texto enviado pela empresa para assinatura o mais breve possível. Somente na tarde da última sexta-feira (20), os Termos e ACT foram encaminhados para o Sindicato.

 

 

 

 

  Categorias: