Turno

Trabalhadores de Furnas decidem sobre alteração de escala de turno

Por conta da Covid-19 que exige isolamento social, a assembleia deliberativa será feita amanhã (6) por videoconferência, através do aplicativo Zoom. Participe!

Trabalhadores de Furnas decidem sobre  alteração de escala de turno
05 maio 17:19 2020 Nice Bulhões, com informações da Intersindical Furnas

Os trabalhadores de Furnas deliberam, nesta quarta-feira (6), uma proposta de alteração de escala de turno. A solicitação de mudança partiu dos próprios trabalhadores que estão preocupados com as últimas notícias de que a Covid-19 está em curva ascendente e com a quantidade de viagens, principalmente com as trocas de turnos.

Eles apresentaram uma proposta comum de alteração da escala de turno para 24 horas a todos os sindicatos da Internsindical Furnas (Sintergia-RJ; Sinaerj; Sinergia-SP; Sinefi-PR; Sinergia-ES; STIU-DF; Sindel-PR; Senge-MG; Sindeletro-MG; Sindur-RO; Senge-RJ; Asef). A Intersindical levou a proposta para a empresa.

Inicialmente, Furnas negou a reivindicação, levando em consideração o fato de que a pandemia não ter atingido situação crítica dentro da empresa, sob a argumentação de que essa proposta de 24 horas seria interessante em um segundo momento.

Entretanto, propôs, inicialmente, a alteração para um turno de 12 horas. Houve uma intensa discussão da proposta da empresa dentro da Intersindical, com a participação da Área Jurídica. A conclusão foi que a proposta era lesiva aos trabalhadores. Diante do impasse aconteceram muitas reuniões — inclusive com a empresa — com troca de ofícios entre as partes.

Enfim, no último dia 29 de abril, chegou-se a um consenso no qual Furnas atendeu a todas as premissas apresentadas pela Intersindical. Ela irá diminuir o número de trocas e expor menos os operadores nesse momento. É bom lembrar que já existe um Acordo de turno de 8 horas que venceu na última quinta-feira (30), e que foi prorrogado de forma consensual por mais 15 dias inicialmente e, em vez de construir um novo Acordo de 12 horas, será feito um Termo Aditivo para esse fim.

Deliberações

Nesta assembleia, os trabalhadores irão apreciar três pontos de deliberação:

Encaminhar para aprovação da renovação do acordo atual de 8 horas por mais 90 dias;
Aprovar o termo aditivo de alteração da escala de 8 horas para 12 horas enquanto durar a pandemia; esse aditivo será reavaliado pelas partes ao término de cada mês;
Aprovação do modelo de escala preferencial dos operadores da estação.

A empresa abriu mão da assinatura individual de todos os trabalhadores, principalmente devido ao risco de contágio. Os sindicatos prorrogaram juntamente com a empresa por 15 dias o Acordo atual de 8 horas para que as estações possam deliberar a prorrogação do mesmo para 90 dias juntamente com o Termo Aditivo de 12 horas e as escalas, respeitando-se a autonomia de cada estação.

Trabalhador, participe da assembleia on-line!

A saída da crise é coletiva!
O Sindicato é seu parceiro nessa luta!

  Categorias: